CEO da McLaren diz que F1 perdeu liderança: "Algumas equipes governam"

Zak Brown relembrou que as escuderias que reclamaram do regulamento votaram a favor dele e que governança do esporte deve ter mais poder

CEO da McLaren diz que F1 perdeu liderança: "Algumas equipes governam"
Carregar reprodutor de áudio

O CEO da McLaren, Zak Brown, pediu aos chefes da Fórmula 1 e à FIA que tenham pulso firme na transferência do controle do esporte para longe das equipes à medida que as consequências do GP de Abu Dhabi do ano passado continuam. A categoria e seu corpo governante se viram recebendo uma onda de críticas pela maneira como a temporada de 2021 terminou após a maneira como o reinício do safety car foi tratado na corrida final, em Abu Dhabi.

Enquanto uma investigação da FIA sobre os eventos de Yas Marina e questões sobre o processo de tomada de decisão estão em andamento, Brown disse que as lições de 2021 mostraram que a mudança é necessária. Segundo ele, a chegada do novo presidente, Mohammed Ben Sulayem, oferece uma oportunidade para uma nova abordagem, que poderia evitar as cenas que a F1 teve no último campeonato.

Leia também:

Escrevendo no site da McLaren, Zak disse: "Está claro que algumas das regras e sua governança não são aceitáveis​​​, do jeito que as coisas estão. Ninguém está feliz com a inconsistência na aplicação dos regulamentos, que têm sido habitualmente explorados por equipes para vantagem competitiva".

"Eu disse antes que as escuderias têm muito poder e ele precisa ser reduzido. Temos um papel significativo na elaboração das regras da Fórmula 1 e essa influência nem sempre é impulsionada pelo que é melhor para o esporte."

"Sim, os times devem ser consultados e suas perspectivas consideradas, principalmente em questões estratégicas de longo prazo, mas às vezes parece que o esporte é governado por certas equipes. Não esqueçamos que nós contribuímos para as inconsistências tanto quanto qualquer um. Foram as escuderias que pressionaram para evitar terminar corridas sob um safety car a todo custo."

"São as equipes que votaram em muitos dos regulamentos que reclamaram. São as equipes que estão usando a transmissão de mensagens de rádio para o diretor de prova para tentar influenciar as penalidades e resultados da corrida. Alguém joga para a galeria e pressiona os comissários."

"Isso não tem sido edificante para a F1. Às vezes, parece mais uma audição de teatro do que o auge de um esporte global."

Zak Brown, CEO, McLaren Racing

Zak Brown, CEO, McLaren Racing

Photo by: Jerry Andre / Motorsport Images

O ex-presidente da FIA, Jean Todt, impulsionou seu desejo de governar o esporte por consenso, o que significou muita consulta e influência dos times para estabelecer as regras.

Brown é claro em sua esperança de que Sulayem lide com as coisas de maneira diferente e acha que é a hora certa de fazê-lo, agora que a F1 mudou para melhor sob os novos proprietários da Liberty Media.

"A eleição de Mohammed Ben Sulayem em dezembro passado como o novo presidente da FIA oferece a oportunidade de uma reforma coletiva da forma como a Fórmula 1 opera", disse ele. "É óbvio focar nos eventos de Abu Dhabi no final da temporada passada, que são objeto de investigação, mas isso foi um sintoma e não uma causa, na minha opinião."

"Os sinais de dificuldades organizacionais puderam ser vistos no GP da Austrália de 2020 e no da Bélgica do ano passado, ambos marcados por uma aparente falta de preparação para os eventos que se desenrolaram e inércia temporária nas soluções."

"Mais clareza sobre os papéis da FIA e da F1 e a necessidade de maior liderança do esporte, sem dúvida, estarão na agenda de Mohammed Ben Sulayem e Stefano Domenicali e suas respectivas equipes."

"As administrações anteriores seguiram um estilo de governança principalmente autocrático, então, para apontar o esporte na direção certa, era necessário adotar uma abordagem mais consultiva com escuderias e partes interessadas."

"No entanto, agora o esporte foi redefinido. É necessário voltar a uma liderança mais forte e diretiva no topo. Estou confiante de que veremos um aumento nisso e que, coletivamente, nos concentraremos em evoluir a categoria e não fugir da responsabilidade quando se trata de decisões difíceis."

TELEMETRIA DE FÉRIAS: RICO PENTEADO fala tudo sobre NOVO CARRO DA F1 que estreia em 2022

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #157 - Sucesso da F1 na Band e destaques de 2021: entrevista com editor Fred Sabino

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Alonso revela cirurgia que o tirou da edição virtual das 24 Horas de Le Mans
Artigo anterior

Alonso revela cirurgia que o tirou da edição virtual das 24 Horas de Le Mans

Próximo artigo

F1: Mercedes é a quarta equipe a confirmar data de lançamento do carro de 2022

F1: Mercedes é a quarta equipe a confirmar data de lançamento do carro de 2022