F1: Pérez declara que Sainz teria "absolutamente" vencido o GP da Austrália contra Verstappen

O piloto da Red Bull acredita que Sainz teria "absolutamente" vencido o GP da Austrália, mesmo que Max Verstappen não tivesse tido problemas

Carlos Sainz, Ferrari SF-24, Max Verstappen, Red Bull Racing RB20

Sam Bloxham / Motorsport Images

Sergio Pérez, Red Bull, declarou que acreditava que Carlos Sainz venceria o GP da Austrália de Fórmula 1, mesmo se Max Verstappen não tivesse abandonado a prova.

Verstappen teve um problema nos freio, que o fez perder a liderança para Sainz na segunda volta, o freio traseiro direito do holandês finalmente parou na quarta volta, forçando-o a abandonar. Mas o desempenho da Ferrari na corrida e a maneira como lidou com a granulação do pneu dianteiro, que já parecia promissora nos treinos, levou Pérez a dizer que Sainz teria vencido Verstappen na corrida de qualquer maneira.

Leia também:

"Com certeza", respondeu ele quando a Sky Sports F1 lhe perguntou se a Ferrari ainda teria triunfado sem os problemas de Verstappen.

"Acho que, como equipe, nós simplesmente não tivemos o ritmo hoje. Não tivemos o ritmo durante todo o fim de semana. Já estávamos com dificuldades desde sexta-feira e não conseguimos controlar o gerenciamento dos pneus.", revelou o piloto da Red Bull.

O próprio Pérez terminou em quinto lugar depois de lutar para ganhar posições a partir do sexto lugar no grid e acredita que os circuitos onde os pneus dianteiros são submetidos a mais estresse do que os traseiros, como Albert Park, são um ponto fraco para a equipe de Milton Keynes.

"Estávamos com dificuldades no início, podíamos ver que a Ferrari e a McLaren estavam um passo à nossa frente. Acho que simplesmente não conseguíamos manter o equilíbrio em uma janela. E há muito trabalho a ser feito para as próximas corridas.

Sergio Perez, Red Bull Racing RB20

Sergio Perez, Red Bull Racing RB20

Foto de: Sam Bloxham / Motorsport Images

"Já vimos no ano passado que em uma pista como essa - por exemplo, Las Vegas, uma pista com limitação de frente - a Ferrari era muito mais forte do que nós, então simplesmente não conseguimos cuidar dos pneus dianteiros."

O caso de Pérez não foi ajudado pela penalidade de três posições no grid, o que o fez recuar de terceiro para sexto no grid de largada. Isso fez com que ele gastasse seus pneus atrás do Mercedes de George Russell, que estava em dificuldades, no início da corrida.

Na última volta, ele também não conseguiu fazer nenhum avanço em relação ao quarto colocado, Oscar Piastri, na McLaren, ficando 18 segundos atrás antes do acidente de Russell.

"Sim, a corrida teria sido um pouco diferente do que foi, porque basicamente no primeiro stint ficamos atrás de Russell. Perder o lugar para ele foi muito prejudicial e, sim... foi um fim de semana muito ruim. Temos muito o que entender", encerrou.

Verstappen ABANDONA! Sainz DOMINA e vence na Austrália em DOBRADINHA da Ferrari | PÓDIO

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Podcast: Verstappen fora da Red Bull? Drugo tem chances em 2025?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Sainz revela que temia não conseguir correr no GP da Austrália
Próximo artigo F1: Ricciardo teria recebido ultimato de Helmut Marko; entenda

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil