Fórmula 1 GP da Hungria

F1: Ricciardo confiante de que vai evitar "armadilha" que o prejudicou na McLaren

Australiano volta a categoria neste fim de semana com a AlphaTauri no Hungaroring

Daniel Ricciardo, Scuderia AlphaTauri

Daniel Ricciardo está confiante que não cairá na mesma "armadilha" que o condenou em sua recente passagem pela McLaren na Fórmula 1.

O australiano está fazendo seu retorno à F1 no GP da Hungria deste fim de semana como substituto de Nyck de Vries, que foi demitido da AlphaTauri. Embora esteja animado para voltar às corridas, ele está ciente de que terá nas mãos o carro mais lento do grid, com a equipe na parte inferior da classificação do campeonato de construtores.

Leia também:

Pior do que isso é o fato de que o carro AT04 é conhecido por ter tido uma fraqueza durante toda a temporada na entrada de curva, uma área em que Ricciardo teve muita dificuldade durante seus dois anos na McLaren. Isso poderia criar um cenário em que o australiano se encontraria lutando contra os mesmos problemas com os quais se deparou na última vez em que competiu.

Perguntado pelo Motorsport.com no Hungaroring nesta quinta-feira se esse aspecto específico do carro da AlphaTauri era uma preocupação, Ricciardo sentiu que estava em uma posição melhor para gerenciá-lo do que na McLaren.

"Acho que o que me prejudicou nos últimos dois anos foi o fato de eu ter começado a cair em uma armadilha em que 'Ah, sim, esse carro não combina comigo. Preciso contornar isso e aquilo'", disse ele.

"Provavelmente, você também pode ser seu pior inimigo. Volto ao meu primeiro treino classificatório com a McLaren, fiz um ótimo treino e isso foi quando eu ainda não sabia muita coisa. Portanto, não estou pensando muito. Sei que o carro terá limitações e tenho certeza de que não será tão bom quanto o carro [o Red Bull] que pilotei há uma semana. Mas vou trabalhar com isso."

"Eu o pilotei no simulador na semana passada e me pareceu bom. Acho que foi um dia sólido na simulação. Obviamente, precisamos ver se isso se traduz, então, me pergunte amanhã quando eu tiver pilotando."

Daniel Ricciardo, Scuderia AlphaTauri, with Yuki Tsunoda, Scuderia AlphaTauri

Daniel Ricciardo, Scuderia AlphaTauri, com Yuki Tsunoda, Scuderia AlphaTauri

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Ricciardo disse que o fato de ter passado um tempo fora da F1 após seu período difícil na McLaren o fez perceber melhor os erros que cometeu, o que deve colocá-lo em melhor posição para os desafios na AlphaTauri.

"Aprendi muito, e acho que não apenas nos últimos dois anos", explicou ele. "Tendo os últimos seis meses para realmente refletir sobre minha carreira, pude ver algumas coisas que eu teria feito diferente ou onde eu provavelmente deveria ter mudado ou falado sobre isso."

Embora Ricciardo tenha deixado claro, quando deixou a McLaren, que só estava interessado em voltar ao grid da F1 em máquinas competitivas, ele diz que aceitou a pilotagem da AlphaTauri porque sentiu que era a melhor maneira de realizar seu "sonho" de conseguir um lugar na Red Bull.

Perguntado sobre o que havia mudado em relação à sua postura de só querer correr com máquinas de ponta, Ricciardo disse: "Acho que algumas coisas. Obviamente, tive tempo suficiente para, digamos, fazer um reset, mas também para me divertir novamente. Já senti isso no simulador até agora neste ano."

"Mas também é por isso que eu queria pilotar  e me certificar de que ele ainda é, obviamente, o que eu mais gosto de fazer. Eu estava acelerando muito rápido e me senti muito bem novamente."

"Eu também sabia que, depois de tudo o que aconteceu nos últimos anos e de voltar ao esporte, tirando um tempo de folga, eu sabia que seria muito difícil voltar ao topo."

"É claro que esse era o meu desejo, mas também acho que você precisa ser realista em algum momento e dizer: 'Tudo bem, se eu quiser voltar a um lugar na Red Bull, será necessário um pouco de processo e um caminho'. E este, para mim, é o melhor caminho no momento."

"Há seis meses, eu provavelmente não estava em condições de aproveitar uma oportunidade como essa. Mas agora, com o passar do tempo, eu me apaixonei por ela novamente. Sinto que voltei a ser eu mesmo, provavelmente também em um ambiente que me dá muita nostalgia."

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #239 – O que esperar de Ricciardo em retorno à F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 - Tsunoda acredita que demissão de De Vries foi precipitada: "Estava construindo sua confiança"
Próximo artigo Gravação do filme sobre F1 com Brad Pitt continua na Hungria apesar da greve dos atores em Hollywood

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil