F1 - Verstappen: Novo motor não traria ganhos similares aos da Mercedes

Holandês falou ainda sobre o 'momento' de Hamilton no campeonato e seu objetivo para a reta final da temporada

F1 - Verstappen: Novo motor não traria ganhos similares aos da Mercedes

Com o GP da Arábia Saudita de Fórmula 1 neste fim de semana na pista de Jeddah, de alta velocidade e com maior dependência de potência, uma grande questão é se Max Verstappen repetirá a estratégia da Mercedes com Lewis Hamilton, trocando o motor. Mas o holandês acredita que um novo motor de combustão interna não deve ter o mesmo ganho visto com os rivais.

Hamilton voltará a usar o motor introduzido no Brasil, com a vantagem na potência ajudando-o a fazer um final de semana de recuperação, saindo de último na sprint do sábado para vencer com larga vantagem no domingo.

Leia também:

Mas enquanto os novos motores da Mercedes entregam bons ganhos de potência porque sua degradação é maior, Verstappen afirma que a unidade da Honda é bem mais consistente. Enquanto isso seja positivo ao garantir que seu pacote seja mais competitivo por mais tempo, isso significa que não há muitos incentivos para uma troca de motor como feito com Hamilton.

"Bem, não temos esse pico [de potência] com um novo motor como a Mercedes", disse Verstappen quando questionado pelo Motorsport.com sobre uma potencial mudança tática. "Nosso motor é bem consistente em sua vida útil. Então fazer uma troca assim não nos traz muito".

Enquanto o consultor da Red Bull, Helmut Marko, tenha deixado a porta aberta para uma troca de motor em Abu Dhabi, o holandês não está muito convencido disso.

Questionado se a mudança viria apenas por motivos de confiabilidade, Verstappen disse: "Sim, mas do meu lado não há dúvidas do tipo. Sei o que tenho em termos de motores e normalmente conseguiríamos completar com isso".

Max Verstappen, Red Bull Racing RB16B

Max Verstappen, Red Bull Racing RB16B

Photo by: Steven Tee / Motorsport Images

Verstappen lidera o Mundial com oito pontos de vantagem para Hamilton com duas corridas pela frente, mas o britânico vem de duas importantes vitórias no Brasil e no Catar. Apesar disso sugerir que o momento esteja com o heptacampeão, o líder do campeonato está ciente do quão rápido as coisas podem mudar.

"Pessoalmente não acredito em algo como momento. Você precisa ir bem todos os finais de semana. Veremos agora, mas sempre acho difícil de prever qual é a situação. Está tudo nos detalhes, mas mais coisas podem acontecer em um circuito de rua do que em um circuito normal".

Questionado se seu foco está em vencer ambas as corridas ou fazer o suficiente para garantir o título, ele disse: "Sempre tento vencer, mas o mais importante, obviamente, é terminar na frente após Abu Dhabi".

DIRETO DO PADDOCK: Horner chama Wolff de 'covardão', Hamilton detona Red Bull e Max fala de possível batida

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #149: Frank Williams é o maior personagem da F1 fora das pistas?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Vettel e Schumacher se juntam a Hamilton em manifestações contra desrespeito a direitos humanos na Arábia Saudita
Artigo anterior

F1: Vettel e Schumacher se juntam a Hamilton em manifestações contra desrespeito a direitos humanos na Arábia Saudita

Próximo artigo

F1 AO VIVO: Acompanhe o primeiro treino livre para o GP da Arábia Saudita em tempo real

F1 AO VIVO: Acompanhe o primeiro treino livre para o GP da Arábia Saudita em tempo real
Carregar comentários