Gasly: Ritmo da AlphaTauri no GP da Turquia foi "vergonhoso"

Piloto francês terminou o GP da Turquia em 13º e não gostou do desempenho da equipe em Istambul

Gasly: Ritmo da AlphaTauri no GP da Turquia foi "vergonhoso"

Após o GP da Turquia de Fórmula 1, Pierre Gasly chamou o desempenho da equipe AlphaTauri em Istambul de "vergonhoso" e "ruim", depois que ele e seu companheiro de equipe Daniil Kvyat terminaram fora dos pontos.

Gasly acabou em 13º, atrás de Kvyat, depois de os dois pilotos terem lutado o dia todo para encontrar ritmo nas condições difíceis.

Leia também:

As esperanças da AlphaTauri de desafiar a Ferrari pelo sexto lugar no Mundial de Construtores também foram prejudicadas, com a equipe de Maranello registrando 27 pontos, com os terceiro e quarto lugares.

O dia de Gasly começou mal quando a FIA lançou uma investigação depois que a equipe mudou de ideia por ter recebido permissão para mudar a unidade de potência. Os comissários decretaram que, como a equipe havia trabalhado no carro, era uma violação do parque fechado, e Gasly, portanto, teve que começar do final do grid.

“Não só hoje, o final de semana inteiro foi muito ruim”, disse ele. “Então tivemos um desempenho muito ruim no molhado. E honestamente é um pouco vergonhoso, porque a gente era tão lento com (os pneus) de chuva, com os intermediários, não podemos ligá-los. Foi o mesmo na classificação".

“E nós cumprimos uma penalidade. Muitos problemas. E precisamos fazer melhor, porque, honestamente, foi um desempenho ruim da nossa equipe desde ontem de manhã. E teremos que trabalhar para as próximas corridas”.

“Quer dizer, obviamente foram condições muito únicas, que não espero que enfrentemos, mas apenas para todos nós, acho que precisamos entender o que deu errado e o que não funcionou”.

“Então, já temos algumas respostas de ontem [no classificatório]. Mas não podemos fazer as mudanças para hoje”.

“Ainda assim, deveríamos ter antecipado todas essas coisas e acho que poderíamos ter feito um trabalho melhor. Mas agora está feito e precisamos olhar para as próximas três corridas”,

Kvyat foi um dos três pilotos a completar a corrida em uma estratégia de parada única após ser eliminado no Q1 no sábado, mas ainda assim terminou uma volta atrás do líder, em 12º.

“Fiquei um pouco frustrado por terminar em P12, porque é como se não houvesse pontos e muita luta”, disse o russo. “Lutar contra o carro toda a corrida e terminar sem recompensa é um pouco frustrante”.

“Não há muito o que fazer para ser honesto. Nosso ritmo neste final de semana nestas condições, de alguma forma o carro não estava na janela certa. Portanto, precisamos analisar o porquê”.

“Mas também é compreensível, essas condições você encontra extremamente raramente, então não seria correto construir um carro com esse tipo de condições. Mas só precisamos aprender com isso. E entender”.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1, MotoGP e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Veja como a sujeira do GP da Turquia revelou os 'segredos' aerodinâmicos dos carros da Fórmula 1

Podcast #076 – Hamilton x Schumacher: a comparação entre os campeões da F1

 

compartilhar
comentários
Análise técnica: Por que a Racing Point não é mais apenas uma "Mercedes rosa"
Artigo anterior

Análise técnica: Por que a Racing Point não é mais apenas uma "Mercedes rosa"

Próximo artigo

Wolff classifica GP de Bottas na Turquia como uma “tempestade perfeita”

Wolff classifica GP de Bottas na Turquia como uma “tempestade perfeita”
Carregar comentários