Grupo com que Drugovich foi campeão da F2 tentou comprar equipe(s) para entrar na F1; saiba

Estreitando ainda mais a relação com o Brasil, cujo Caio Collet também já foi um de seus pilotos, MP terá Emmo Fittipaldi Jr como representante em 2024

Felipe Drugovich, MP Motorsport

Felipe Drugovich, MP Motorsport

Formula Motorsport Ltd

O dono da MP Motorsport, equipe pela qual Felipe Drugovich foi campeão da Fórmula 2, revelou que chegou a consultar a possível compra de duas escuderias da Fórmula 1 para entrar no grid da categoria máxima do automobilismo mundial.

Segundo Henk de Jong, houve conversas com Williams e Haas para prospectar a possibilidade de compra de um dos times a fim de colocar a holandesa MP Motorsport na elite global do esporte a motor.

O editor recomenda:

A revelação do dirigente da Holanda ao Ziggo Sport, também dos Países Baixos, também veio com o 'motivo' pelo qual as negociações não foram adiante: "Analisamos muito seriamente e até entramos em contato com algumas equipes. Conversamos com Haas e Williams, entre outras. O bom para eles é que seu valor dobrou em três ou quatro anos. Portanto, provavelmente batemos na porta na hora errada".

"Deveríamos ter feito isso há três, quatro anos", ponderou Henk de Jong sem entrar em contato sobre quando as consultas ao tradicional time britânico e à escuderia norte-americana ocorreram. "Para a sorte deles, eles valem muito mais agora".

O dono da MP, hoje bem consolidada na F2 após o título de Drugovich, destacou ainda que a F1 está em 'outro patamar'. "Temos relação próxima, mas é um esporte completamente diferente. Você entra em um mundo totalmente diferente e poderia ser um passo muito grande para nós".

"Na verdade, somos uma equipe de preparação, mas para equipes de F1. Também treinamos jovens para a Williams, Red Bull e Alpine", completou de Jong, cujo ex-empregado Drugovich é reserva da Aston Martin na F1.

Filho de Emerson Fittipaldi correrá pela MP Motorsport em 2024

Emerson Fittipaldi and son Emmo Fittipaldi Jr.

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

Emerson Fittipaldi and son Emmo Fittipaldi Jr.

Emerson Fittipaldi Jr., brasileiro de 16 anos, disputará a Fórmula 3 Regional do Oriente Médio (FRMEC, na sigla em inglês) e a Eurocup-3 pelo grupo holandês. No primeiro trimestre, o filho do bicampeão de F1 Emerson Fittipaldi corre a FRMEC e, a partir de abril, vai para a outra categoria.

Na Eurocup-3, criada como alternativa à Fórmula 3 Regional Europeia (FRECA, na sigla em inglês), Emmo disputou duas etapas (uma pela GRS e outra pela Palou Motorsport) em 2023, ano de estreia da competição. Agora, fará o ano todo pela MP, pela qual fez a pós-temporada da F3 2023.

“Estou animado pela chance de correr com a MP Motorsport na Eurocup-3 e na FRMEC. As duas categorias são muito competitivas e vão me ajudar a progredir na escada do esporte a motor. Estou ansioso pela correr em Yas Marina neste fim de semana e enfrentar outros pilotos talentosos. O novo calendário da Eurocup-3 parece bom, com corridas em Spa, Red Bull Ring, Portimão e Paul Ricard, algumas das principais pistas da Europa”, afirmou Fittipaldi Jr.

O editor recomenda:

DRUGOVICH e BORTOLETO na mesma equipe de F1? Brasileiros falam sobre 2024 e ALÉM na ASTON e McLAREN

Podcast #264 – O que Gil de Ferran deixa para o automobilismo?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior NASCAR ganha série no estilo 'Drive To Survive'; confira trailer
Próximo artigo F1: Haas anuncia saída de Steiner e novo chefe de equipe; saiba

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil