Hamilton: “FIA deve explicações por decisão sobre Vettel”

compartilhar
comentários
Hamilton: “FIA deve explicações por decisão sobre Vettel”
Por:
6 de jul de 2017 15:41

Mesmo tendo desculpado rival, inglês acredita que a entidade deveria justificar por que não aplicou punição adicional ao alemão pelo lance do Azerbaijão

Kimi Raikkonen, Ferrari and Jean Todt, FIA President
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Sebastian Vettel, Ferrari
Sebastian Vettel, Ferrari
Sebastian Vettel, Ferrari
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1, alongside Kevin Magnussen, Haas F1 Team
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Sebastian Vettel, Ferrari

Lewis Hamilton acredita que o presidente da FIA, Jean Todt, deveria “responder algumas perguntas” sobre por que Sebastian Vettel não recebeu punições adicionais pelos potenciais danos que sua atitude em Baku pode ter causado ao esporte.

Apesar de Hamilton ter afirmado que aceitaria as desculpas de Vettel pelo acidente entre eles atrás do safety car no GP do Azerbaijão, ele também deixou claro que mantém a opinião de que Vettel, ao não ser punido de forma severa, passa uma imagem ruim às novas gerações.

Questionado na Áustria se havia mudado de opinião após a decisão da FIA de não aplicar mais punições a Vettel, Hamilton disse: “Não acho que nada muda, então minha opinião segue a mesma.”

“Com todo respeito, Jean deveria se sentar perto de nós para responder a algumas perguntas, talvez, porque acho que eles não mudaram nada na segunda-feira. Então, a mensagem que foi passada permanece a mesma.”

Perguntado se havia algum arrependimento por ter dito que Vettel “se desonrou” ainda com os ânimos em alta, o piloto da Mercedes respondeu: “Eu não acho que estava de cabeça quente após a corrida. Se eu estava chateado, era por outras coisas.”

“Não acho que eu tenha dito algo que eu particularmente gostaria de retirar e ainda tenho a mesma opinião sobre o que aconteceu. Já são águas passadas, seguimos em frente. Falamos sobre isso, então não há sentido de falar mais.”

Arrependimento de Vettel

Vettel insistiu que se arrependeu do que aconteceu ao dizer que exagerou na reação por ter pensado que Hamilton havia realizado um brake test contra ele.

“Foi a manobra errada, a decisão errada. Foi errado ficar lado a lado com ele e atingir seu pneu. É isso que todos vocês querem ouvir, mas não há muito mais o que dizer”, afirmou.

“Naquela hora, eu havia ficado surpreso. Senti que Lewis acionou seus freios e eu não pude evitar bater em sua traseira. Eu também disse no comunicado que não acho que houve má intenção alguma, então não acho que ele fez um brake test. Na hora, eu interpretei como se tivesse sido.”

“Eu fiquei surpreso, e, por isso, me irritei e exagerei na reação. Se estou orgulhoso? Não. Se posso desfazer o que fiz? Não. Se me arrependo? Sim. Mas não acho que temos de estender esse assunto ainda mais.”

Vettel também rebateu os comentários de que recebeu uma punição leve demais por parte da FIA.

“Eu recebi uma penalização. A corrida estava potencialmente em minhas mãos com o problema no carro de Lewis com o protetor de cabeça. Você pode acreditar que eu não estava nem um pouco feliz depois da corrida.”

“Terminei em quarto e poderia ter vencido. Não preciso nem dizer quantos pontos de diferença isso faz. Eu também disse a ele que nunca tive a intenção de machucá-lo. Não foi como se eu tivesse tentado dar um soco nele. Eu exagerei.”

“A intenção naquele momento não foi de machucá-lo ou de danificar seu carro. Foi em baixa velocidade. Mas, olhando agora, foi a coisa errada de se fazer. Foi perigoso e desnecessário, porque aquilo não me agregou em nada.”

Próximo artigo
Após desculpas, Vettel e Hamilton põem panos quentes em rixa

Artigo anterior

Após desculpas, Vettel e Hamilton põem panos quentes em rixa

Próximo artigo

Renault confirma segundo teste para avaliar Kubica

Renault confirma segundo teste para avaliar Kubica
Carregar comentários
Seja o primeiro a receber as últimas notícias