Fórmula 1
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

Nova área de fábrica da Racing Point ocupará espaço 10 vezes maior que atual

compartilhar
comentários
Nova área de fábrica da Racing Point ocupará espaço 10 vezes maior que atual
Por:
20 de fev de 2019 11:02

Equipe que foi adquirida por consórcio liderado por Lawrence Stroll expandirá terreno para construção de nova fábrica em Silverstone

A Racing Point adquiriu recentemente um terreno de aproximadamente 110 mil metros quadrados, próximo aos 12 mil atuais onde o time está desde 1991, quando ainda era a equipe Jordan. A construção da nova fábrica começará assim que as permissões locais forem dadas.

A área do outro lado da fábrica atual, que agora possui algumas unidades industriais, ainda é propriedade de Eddie Jordan.

"É logo ao lado", disse Otmar Szafnauer, chefe da Racing Point. "Ainda não temos permissão de planejamento, mas esperamos que isso aconteça.”

"Estamos trabalhando nos planos agora. Há um processo de seis meses para passar por todas as etapas necessárias, e provavelmente estamos de três a quatro meses nesse processo antes de nos candidatarmos ao planejamento. Uma vez que tenhamos permissão, então nós vamos começar.”

"Acho que levará cerca de dois a dois anos e meio, provavelmente daqui a dois anos, para terminarmos a nova fábrica.”

"Nós temos três acres de terra (12 mil metros quadrados) e compramos os 27 acres (110 mil) que nos cercam. Agora temos 30 acres."

Leia também:

Um dos principais objetivos é ter toda a equipe em um único local, porque o departamento de aerodinâmica está atualmente no túnel de vento de Brackley, cerca de 11 quilômetros de distância.

Uma complicação que a equipe enfrenta é que está planejando uma nova base assim que a F1 entrar na era dos limites de custo pós-2021 e, portanto, não é fácil especificar exatamente que tipo de instalação será necessária.

"Temos que dimensionar corretamente, mas não sei o que é isso. A menos que você conheça os regulamentos, é difícil saber.”

"Como sabemos o tamanho da fábrica, o pouco que podemos fazer, o que incluir, o que não incluir?”

"O que sabemos é que o prédio em que estamos, com as pessoas que temos, é muito pequeno. Que sabemos com certeza. O que não sabemos é se precisamos de um novo túnel de vento, por exemplo.”

"Então compramos terra suficiente para podermos expandir ou contratar conforme necessário, com base nos regulamentos".

Szafnauer disse que até mesmo a equipe tem um caminho a percorrer para chegar ao patamar em que um teto de custo provavelmente será atingido.

"Temos algumas dicas sobre como será 2021, mesmo com um limite de custo. E mesmo com o limite de custo de que falamos, precisaremos de mais espaço. No momento, somos cerca de 300 pessoas em uma parte da fábrica e outras 100 em outro lugar.”

"Não podemos ter mais do que 350 pessoas onde estamos agora, e já estamos em 425. Mesmo sem essa nova fábrica, precisaríamos de um novo prédio para reunir todo mundo.”

"Nós vamos crescer, mas temos que crescer com o tempo, temos que crescer estrategicamente, mas gostaríamos de abrigar todo mundo sob o mesmo teto. É melhor.”

"Alguém me disse hoje que, do ponto de vista de recursos humanos, somos o segundo menor time. Acho que a Haas tem menos pessoas, mas elas gastam mais dinheiro. Então, do ponto de vista orçamentário, provavelmente ainda somos os menores e de pessoas o segundo mais baixo."

Próximo artigo
F1 lança concurso para fornecimento único de câmbios

Artigo anterior

F1 lança concurso para fornecimento único de câmbios

Próximo artigo

Novo carro da Williams chega a Barcelona e deve testar nesta tarde

Novo carro da Williams chega a Barcelona e deve testar nesta tarde
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Racing Point
Autor Adam Cooper