Pérez completa quarentena, mas depende de teste negativo para correr no GP dos 70 Anos

A Racing Point irá anunciar o piloto que correrá pela equipe ainda hoje ou na manhã da sexta-feira, antes do TL1

Pérez completa quarentena, mas depende de teste negativo para correr no GP dos 70 Anos

Após testar positivo para Covid na semana passada, Sergio Pérez perdeu o GP da Grã-Bretanha de Fórmula 1, sendo substituído por Nico Hulkenberg. Desde então, o mexicano ficou em isolamento, seguindo as normas do governo britânico, mas, com o fim da quarentena, ele está a apenas um passo importante de correr neste fim de semana: um teste negativo.

Sem um teste negativo, o mexicano não poderia entrar no paddock, impedindo sua participação na prova do final de semana. Nico Hulkenberg segue na Inglaterra de prontidão para assumir novamente o cockpit da Racing Point caso necessário.

Leia também:

A Racing Point confirmou nesta quinta que Pérez completou seu período de quarentena obrigatório, colocando ele novamente a disposição da equipe, desde que seu exame dê negativo.

A decisão final da Racing Point deve chegar ainda nesta quinta (06), ou na sexta, antes do primeiro treino livre.

"As autoridades britânicas confirmaram que o período de quarentena de Sergio Pérez foi concluído", afirmou a equipe em comunicado. "Seguindo o Código de Conduta da FIA, Sergio precisa de um teste negativo para entrar no paddock. O processo está sendo realizado hoje".

"A equipe espera tomar uma decisão sobre quem irá correr ao lado de Lance hoje ou amanhã pela manhã".

Pérez foi o primeiro caso de Covid-19 entre os pilotos da F1 e apenas o terceiro no paddock da F1 desde o início da temporada. O piloto viajou ao México entre os GPs da Hungria e Grã-Bretanha para visitar sua mãe, que havia sofrido um acidente, mas afirmou que seguiu todos os protocolos da FIA.

Polêmica Racing Point, Silverstone e tudo o que você sempre quis saber de F1 com Rico Penteado

PODCAST: Qual é o tamanho da 'sorte' de Hamilton ao vencer com três rodas?

 

compartilhar
comentários
O que está em jogo no GP dos 70 Anos da F1: pretensões da Mercedes Rosa e 'sobrevivência'
Artigo anterior

O que está em jogo no GP dos 70 Anos da F1: pretensões da Mercedes Rosa e 'sobrevivência'

Próximo artigo

Covid de Pérez adiou anúncio de Vettel na Aston, diz jornal italiano

Covid de Pérez adiou anúncio de Vettel na Aston, diz jornal italiano
Carregar comentários