Sem etapa em 2022, F1 confirma renovação com GP da China até 2025

Com ausência em 2022, etapa em Xangai completará três anos sem realização por conta da pandemia

Sem etapa em 2022, F1 confirma renovação com GP da China até 2025
Carregar reprodutor de áudio

A Fórmula 1 confirmou nesta sexta (05) a extensão do contrato para a realização do GP da China em Xangai até 2025, mesmo com a prova não constando no calendário da temporada 2022.

Em 2020, a China foi a primeira corrida a sair do calendário por conta da pandemia, e não integrou a programação nem na nova versão do ano passado e nem agora em 2021.

Leia também:

Com as restrições internacionais de viagem ainda bem ferrenhas no país, com a China tentando conter o impacto da Covid-19, a F1 optou por manter a prova fora do calendário de 2022, em busca de evitar novos cancelamentos.

Mas apesar da sua ausência, que chegará a três anos, a F1 sempre considerou o mercado chinês como muito importante para a categoria, o que foi fundamental para a extensão do contrato.

"Essa é uma ótima notícia para nossos fãs na China, e estamos felizes por anunciar esse acordo que nos manterá correndo em Xangai até 2025", disse Stefano Domenicali, CEO da F1. "Nossa parceria com o promotor Juss Sports é incrivelmente forte e mal podemos esperar para manter esse relacionamento a longo prazo".

"Enquanto estamos todos desapontados por não podermos incluir a China no calendário de 2022 por conta das condições da pandemia, a China será incluída novamente no calendário assim que possível e mal podemos esperar para vermos os fãs novamente".

A China realizou o primeiro GP em Xangai em 2004 e, desde então, a popularidade da F1 no país vem crescendo consideravelmente. Enquanto a F1 vem focando em aumentar a presença nos Estados Unidos em anos recentes, também está ciente da importância do mercado asiático para equipes e patrocinadores.

Xangai vinha ocupando uma vaga no começo do campeonato e, caso retorne em 2023, deve manter a posição. Para 2022, a F1 anunciou um calendário de 23 etapas e está relutante em aumentar esse número. Com isso, um retorno da China no próximo ano teria que acontecer com o cancelamento de algum GP já confirmado.

F1 2021: JOGO DE EQUIPE da Red Bull, VEREDITO de Marko, DESABAFO de Andretti e + do GP do México | DIRETO DO PADDOCK

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #143 – TELEMETRIA: O que Mercedes e Hamilton têm que fazer para vencer no México

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Hamilton diz que falta de força aerodinâmica atrapalhou dia da Mercedes
Artigo anterior

F1: Hamilton diz que falta de força aerodinâmica atrapalhou dia da Mercedes

Próximo artigo

F1: Russell recebe punição de cinco posições de grid por troca de câmbio

F1: Russell recebe punição de cinco posições de grid por troca de câmbio
Carregar comentários