Todt fala sobre estado de saúde de Schumacher e revela que heptacampeão 'acompanha' filho Mick na Fórmula 2

Dirigente francês é amigo pessoal do alemão, com quem trabalhou na Ferrari

Todt fala sobre estado de saúde de Schumacher e revela que heptacampeão 'acompanha' filho Mick na Fórmula 2

Atual presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Jean Todt foi chefe de equipe da Ferrari na era de ouro da escuderia com o alemão Michael Schumacher e falou nesta segunda-feira sobre o estado de saúde do heptacampeão da Fórmula 1

O editor recomenda:

"Olha, você sabe que esta é uma pergunta que responderei com extrema discrição. Eu vejo Michael muito frequentemente, uma ou duas vezes por mês", disse o dirigente à estação de rádio francesa RTL.

"Minha resposta é sempre a mesma: ele está lutando. E só podemos desejar, para ele e sua família, que as coisas melhorem", seguiu o francês, que trabalhou com o piloto durante anos na Ferrari.

Todt também foi questionado sobre se Michael acompanha a carreira de seu filho Mick. O jovem alemão de 21 anos atualmente lidera a Fórmula 2 com a equipe Prema e é cotado como piloto da Haas na F1 em 2021.

"Claro que ele (Michael) acompanha Mick. Mick está na F2 e provavelmente irá correr na F1 no próximo ano. Será um bom desafio e estamos entusiasmados por ter outro Schumacher na elite do automobilismo", respondeu.

A declaração de Todt vem após o francês ter se negado a falar sobre o assunto, há aproximadamente duas semanas. "Não vou falar sobre isso. Não quero entrar em detalhes, porque é algo privado. Mick é um piloto jovem e talentoso. Tem um nome de peso, mas vai precisar de tempo. É muito cedo para dizer se tem o talento de seu pai", disse o presidente da FIA em entrevista ao jornal holandês De Telegraaf.

Recentemente, o piloto brasileiro Felipe Massa, companheiro de Schumacher em 2005 e 2006 e que também tem acesso ao alemão, disse torcer para que o heptacampeão melhore para poder acompanhar a trajetória de Mick na F1.

O que aconteceu com Schumacher e o que se sabe sobre o piloto?

 

O heptacampeão sofreu um acidente enquanto esquiava em dezembro de 2013, quando bateu a cabeça em uma rocha numa estação de Méribel, na França, um ano após sua aposentadoria definitiva da F1. 

O alemão saiu do coma em junho de 2014, mas, desde então, há poucas informações sobre o ídolo. A família 'blinda' Schumacher e a divulgação de notícias é rara, de modo que pairam dúvidas sobre o estado de saúde do ex-piloto.

Do ponto de vista médico, acredita-se que 'Schumi' não está em estado vegetativo, pois supostamente reage a estímulos externos. De todo modo, o advogado da família já confirmou que o heptacampeão não tem a capacidade de andar e nem de ficar em pé. 

Especula-se, ainda, que Schumi não fala, já que Todt disse, em julho de 2019, que "não há mais a mesma comunicação de antes" entre ele e o piloto. Também no meio do ano passado, houve a confirmação de que Schumacher, que faz seu tratamento em casa desde setembro de 2014, passou por um hospital de Paris, supostamente para um procedimento com células-tronco. O médico responsável, porém, negou

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1, MotoGP e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

F1: Esnobado por Senna, Massa usou episódio para 'dar lição' em Schumacher; assista

PODCAST: O calendário 'pós-pandemia' da F1 2021 é o mais correto? Ouça o debate

 

Sebastian Vettel posa com seu herói Michael Schumacher

Sebastian Vettel posa com seu herói Michael Schumacher
1/10

Foto de: XPB Images

Ainda durante os anos 90, Schumacher inspirou um menino que ainda iria lhe dar muito trabalho na pista no fim de sua carreira.

O primeiro pódio

O primeiro pódio
2/10

Foto de: Williams F1

Em 2015 a Fórmula 1 retornou ao México. A última visita ao Circuito Hermanos Rodriguez havia sido em 1992, quando Nigel Mansell ganhou e um certo Michael Schumacher abria o champanhe pela primeira vez. Ainda naquele ano ele venceria sua primeira corrida, na Bélgica.

O primeiro título

O primeiro título
3/10

Foto de: XPB Images

Schumacher se sagrou campeão pela primeira vez na F1 em 1994 na Austrália. Ele jogou seu carro contra Damon Hill após bater e quebrar a suspensão traseira de sua Benetton. O abandono duplo dava o título a ele.

O valioso tri

O valioso tri
4/10

Foto de: XPB Images

Campeão com a Benetton em 1994 e 1995, Schumacher foi para Ferrari tentar trazer a histórica equipe de volta aos dias de glória. Demorou cinco anos, mas o tri chegou em 2000. O fim do jejum de 21 anos da Ferrari foi comemorado como poucas conquistas.

A sequência

A sequência
5/10

Foto de: Ferrari Media Center

Schumacher teve pequena oposição de David Coulthard durante o início de 2001. No entanto, com a piora da McLaren na metade do ano, o piloto teve caminho livre para se sagrar campeão em agosto, no GP da Hungria.

O fim do domínio

O fim do domínio
6/10

Foto de: BMW AG

2004 foi o ano mais dominante de Schumacher. Ele ganhou 13 corridas em 18 realizadas (recorde batido por Vettel em 2013). Na foto, a última de cinco dobradinhas dos irmãos Ralf e Michael na F1.

"Fim" por cima

"Fim" por cima
7/10

Foto de: XPB Images

Depois de um ano ruim em 2005, 2006 provou ser a grande despedida de Schumacher da F1. Ele lutou até a última prova pelo título com Alonso, perdendo o mundial por azares nas duas últimas provas do ano.

O último pódio

O último pódio
8/10

Foto de: XPB Images

Depois de uma volta à F1 mal-sucedida em 2010 pela Mercedes, em 2012 o alemão disse adeus de vez à categoria. Ele não foi bem, mas não saiu de mãos vazias. Ele foi o terceiro no GP de Valência de 2012.

A última prova

A última prova
9/10

Foto de: XPB Images

Schumacher se despediu da F1 em uma corrida cheia de alternativas em Interlagos em 2012. A prova decidia o título da temporada, entre Fernando Alonso e Sebastian Vettel. O alemão acabou sendo tri.

Mensagens de despedida

Mensagens de despedida
10/10

Foto de: XPB Images

"A vida é feita de paixões. Agradeço por compartilhar a minha", foi o que escreveu no capacete em sua última prova, além desta mensagem na lateral de seu carro.

Siga o Motorsport.com Brasil no TwitterFacebookInstagram e Youtube

compartilhar
comentários
RETA FINAL: A repercussão e a análise sobre o heptacampeonato de Lewis Hamilton na Fórmula 1 e mais

Artigo anterior

RETA FINAL: A repercussão e a análise sobre o heptacampeonato de Lewis Hamilton na Fórmula 1 e mais

Próximo artigo

F1: Além de igualar títulos, Hamilton quebrou recorde de Schumi ao vencer na Turquia; entenda

F1: Além de igualar títulos, Hamilton quebrou recorde de Schumi ao vencer na Turquia; entenda
Carregar comentários