F-E: Vandoorne classifica vitória como "redenção" após abandono no sábado

Belga saiu na pole position na corrida do sábado, mas sofreu um toque de Lotterer e abandonou posteriormente após passar pela tampa de um bueiro

F-E: Vandoorne classifica vitória como "redenção" após abandono no sábado

Após um sábado decepcionante em Roma, saindo da pole position mas abandonando próximo do fim da prova, Stoffel Vandoorne teve um domingo muito melhor. O piloto da Mercedes na Fórmula E conquistou uma importante vitória e que, para o belga, conta como "redenção", validando o trabalho feito por sua equipe durante a noite.

Na primeira corrida do fim de semana, Vandoorne recebeu um toque de Andre Lotterer, perdendo a liderança e, posteriormente, acertou uma tampa de bueiro e acabou batendo no muro enquanto tentava desviar da Audi de Lucas di Grassi, que abandonava com problemas mecânicos.

Os mecânicos da Mercedes trabalharam até a meia-noite e continuaram logo cedo no domingo até o limite do prazo de parque fechado para reparar o carro. Vandoorne se recuperou com uma vitória controlada, após segurar Alexander Sims na relargada durante a última volta.

"Redenção", foi como Vandoorne descreveu sua vitória. "Ontem foi um dia muito emocional para nós. E hoje, na corrida, eu percebi que tinha o ritmo para vencer. Fomos rápidos quando importou".

"O carro ficou muito danificado ontem e os mecânicos tiveram um trabalho duro para acertar tudo para hoje. Mas o carro estava perfeito".

Vandoorne, que venceu pela segunda vez na F-E, reconheceu que teve "um pouco de sorte" com o acionamento da bandeira amarela na pista inteira após o toque entre di Grassi e Buemi. Isso acabou anulando o modo ataque que havia sido recém-ativado por Wehrlein.

O belga ainda discordou da necessidade do safety car após a batida de Rast nos minutos finais da prova. Apesar de admitir que, sem isso, ele poderia ter sido uma presa fácil para Sims.

"Alex estava reduzindo a diferença antes do safety car. Eles estavam mais fortes que nós em alguns momentos. Eles tinham o mesmo nível de energia e se aproximavam É difícil de dizer o que aconteceria sem o safety car. Mas não sei se ele era necessário naquele incidente".

"Acho que foi por causa do espetáculo. Largadas com safety car são difíceis, com pneus e freios frios". 

Stoffel Vandoorne, Mercedes Benz EQ, EQ Silver Arrow 02, recovers from an incident

Stoffel Vandoorne, Mercedes Benz EQ, EQ Silver Arrow 02, recovers from an incident

Photo by: Simon Galloway / Motorsport Images

Vandoorne, agradecendo o trabalho de seus mecânicos, reconheceu que a pausa de cinco meses entre as corridas, por conta da pandemia, permitiu que a Mercedes se aproximasse das rivais.

"Como equipe, quando a pandemia chegou no começo do ano passado, tivemos tempo de analisar o pacote e entender onde precisávamos trabalhar".

"Quando chegamos a Berlim, demos um passo adiante. Seja no lado da engenharia, estratégia ou na minha pilotagem. Evoluímos. Foi encorajador".

Após conquistar sua primeira dobradinha na F-E na última corrida em Berlim no ano passado, a Mercedes acumula agora vitórias em três pistas: Berlim e Roma com Vandoorne e Diriyah com De Vries.

NELSON PIQUET e Nelsinho dão DETALHES de equipe na Stock; veja como será a 'versão Lauda' de Nelsão

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Um sorriso mesmo sem vitória? Quais são os pilotos mais carismáticos da F1, mesmo sem grandes resultados?

 

compartilhar
comentários
F-E: Di Grassi detona Buemi por manobra "incrivelmente estúpida" em Roma

Artigo anterior

F-E: Di Grassi detona Buemi por manobra "incrivelmente estúpida" em Roma

Próximo artigo

Fórmula E considera pista alternativa no México e segunda prova nos EUA para preencher calendário

Fórmula E considera pista alternativa no México e segunda prova nos EUA para preencher calendário
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Evento Rome ePrix II
Pilotos Stoffel Vandoorne
Equipes Mercedes
Autor Matt Kew