Kanaan é opção para Indy 500 caso Larson não possa correr, mas enfrenta imbróglio; entenda

Ausência de treino para corrida de 26 de maio é entrave para brasileiro competir pela McLaren

Tony Kanaan, Arrow McLaren Chevrolet

Foto de: Michael L. Levitt LAT Photo USA

A Arrow McLaren só poderá convocar Tony Kanaan no pior cenário possível, que veria Kyle Larson desistir de competir na 108ª edição das 500 milhas de Indianápolis.

Larson está fazendo sua primeira tentativa na Indy 500 como parte da 'dobradinha' no fim de semana do Memorial Day, que inclui a corrida de 600 milhas da NASCAR Cup Series em Charlotte no dia 26 de maio.

Leia também:

Com as complicações climáticas, os planos alternativos têm sido um ponto de discussão quando se trata da logística de Larson.

No caso de uma complicação, Larson, o atual líder da NASCAR Cup Series, passaria as funções para o vencedor da Indy 500 de 2013, Tony Kanaan.

“Sim, espero que isso não aconteça”, disse Larson, campeão da NASCAR de 2021.

“Mas não tenho certeza de quem é que toma essa decisão. Tenho certeza de que há uma janela de tempo que quando chegar a um certo ponto eu terei que sair, porque a Coca-Cola 600 é a prioridade no fim de semana e buscar outro campeonato da NASCAR Cup Series é a prioridade.

“Sim, só espero que isso não aconteça. Tony Kanaan está lá como reserva, se algo assim acontecer, para me substituir. Mas sim, apenas rezo para que isso não aconteça.”

Kyle Larson, McLaren-Hendrick Chevrolet

Kyle Larson, McLaren-Hendrick Chevrolet

Photo by: Penske Entertainment

No entanto, há uma complicação, pois Kanaan, que já tem capacete e macacão prontos, não poderá fazer o treino de atualização se Larson continuar como participante.

Um representante da IndyCar compartilhou ao Motorsport.com que Kanaan entrar como piloto substituto após ‘x’ número de voltas caso Larson precise sair não é uma opção.

No entanto, um cenário que a categoria enfrentou recentemente foi apresentado como algo comparável.

Em 2021, Jack Harvey se feriu em um acidente no treino do Texas enquanto guiava pela Rahal Letterman Lanigan Racing. Apesar de ficar vários meses fora do carro, Santino Ferrucci apareceu com capacete na mão e foi aprovado para substituir Harvey após ser retirado da corrida. Ferrucci teve permissão para uma breve sessão especial para se aclimatar antes da corrida, antes de ser obrigado a largar do final do pelotão de 27 carros e antes de terminar em nono.

Em 2004, Jacque Lazier guiou um carro da AJ Foyt Racing por um dia antes da classificação, antes da equipe desistir. No entanto, Lazier se tornou o piloto substituto de Robby Gordon, que estava trabalhando na dobradinha da NASCAR, depois que a chuva atrasou o início da corrida no Indianapolis Motor Speedway. Gordon, pilotando por sua própria equipe na Indy 500, só conseguiu completar 27 voltas antes de passar para Lazier e partir para Charlotte.

Larson, o quinto piloto a tentar ‘a dobradinha’ junto com John Andretti, Kurt Busch, Gordon e Tony Stewart, ficará esperando o que a ‘Mãe Natureza’ decidir nos próximos dias.

Ferrari sente EFEITO HAMILTON, Red Bull RESPONDE à McLaren, Norris x Verstappen. Mick na F1? NASCAR

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Podcast #282 – Histeria contra Hulkenberg na F1 é justificável?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Indy 500: Dixon lidera primeiro treino encurtado pela chuva; Castroneves é 6º
Próximo artigo VÍDEO: Castroneves homenageia Gil de Ferran na Indy 500

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil