MotoGP GP da Alemanha

MotoGP: Espargaró vai à pista, mas abandona GP da Alemanha com dores

Espanhol completou duas voltas sob forte dor; com isso, Aprilia terá apenas Viñales na pista do Sachsenring

Aleix Espargaro, Aprilia Racing Team

Aleix Espargaró bem que tentou, chegando a ir à pista no TL1 do GP da Alemanha de MotoGP, mas as dores, por conta da fratura no quinto metatarso da mão direita, o forçaram a abandonar o restante do fim de semana, voltando aos boxes após somente duas voltas completadas. 

Na quinta-feira,  Espargaró compareceu ao circuito de Sachsenring com a mão direita imobilizada devido à fratura que sofreu na sprint do GP da Holanda há uma semana. A ideia era saber se o piloto seria capaz de suportar a dor.

Leia também:

"É uma questão de respeito, de lealdade, é o meu trabalho, o que estou fazendo no sofá de casa? Tenho de tentar", disse Aleix na quinta. "O mais importante é que o médico me disse que a fratura não pode se mover ou piorar. Eles acham que não posso pilotar com a mão quebrada, mas é apenas uma questão de minha capacidade de suportar a dor", disse ele.

"Vou tentar de tudo. Fizeram uma luva especial para mim, não posso fechar muito a mão, mas é Sachsenring, que só tem uma curva difícil à direita. Vou tentar. Lorenzo Savadori também se machucou e não pode me substituir pela Aprilia e pela minha equipe estou aqui e vamos tentar", explicou o catalão.

No início da sessão, Aleix saiu para a pista e, depois de completar duas voltas, voltou para o box, onde o médico Angel Charte estava esperando para certificar que a dor era mais forte e, portanto, era melhor abandonar o fim de semana.

"Ele tentou, por respeito à Aprilia. Ele queria tentar a todo custo, mas já na primeira volta ele viu que era impossível, sua mão doía a cada freada e ele preferiu voltar ao box e não seguir adiante", confirmou Bonora, chefe da equipe Aprilia, que agora tem apenas um piloto, Maverick Viñales, para enfrentar o fim de semana.

A pista de Sachsenring não é muito favorável para as motos Noale, já que elas nunca tiveram um bom resultado aqui, então eles estão olhando para o GP da Inglaterra, depois do verão, como a pista certa para o reaparecimento de Aleix.

Depois que a decisão de não correr foi anunciada, o próprio Espargaró falou à DAZN sobre sua condição e por que decidiu não continuar:

"Foi muito difícil. Esta semana, conversando com Charte e todos os médicos, eles me disseram que com essa fratura na mão era impossível, que eu deveria ficar em casa. Mas eu achava que talvez tivesse uma opção, queria tentar e não ficar em dúvida".

"Mas na curva da mão direita, a dor é tão forte que irradia, meus dedos se levantam e não consigo segurar o gás. Portanto, terei de descansar. Parecia um pouco bobo depois de apenas uma volta, mas eu queria tentar", explicou o piloto de Granollers, que ficará na Alemanha com sua equipe.

Bagnaia DOMINA Martín em Assen e MotoGP pega fogo! POLÊMICA com Márquez... TOPRAK na Yamaha-Pramac?

PÓDIO CAST #17 - Bagnaia domina Martín em Assen e MotoGP pega fogo! Polêmica com Márquez... TOPRAK na Yamaha-Pramac?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Hamilton admite "interesse" pela MotoGP em meio a rumores de compra da Gresini
Próximo artigo MotoGP: Viñales lidera sexta na Alemanha com recorde de pista em dia de fortes acidentes de Márquez e Di Giannantonio

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil