Exclusivo: Bottas se diz pronto para enfrentar Hamilton

Finlandês diz que será duro em duelo direto com companheiro de equipe, mas é cauteloso no início

Exclusivo: Bottas se diz pronto para enfrentar Hamilton
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Podium: race winner Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1, second place Nico Rosberg, Mercedes AMG F1
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 in parc ferme
Valtteri Bottas, Mercedes
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 signs autographs for Mercedes-Benz employees
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 with Mercedes-Benz employee
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 with Mercedes-Benz employees
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 with Mercedes-Benz employees
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 at the Mercedes-Benz Museum
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 at the Mercedes-Benz Museum
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 at the Mercedes-Benz Museum
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 at the Mercedes-Benz Museum
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 at the Mercedes-Benz Museum
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 at the Mercedes-Benz Museum
Carregar reprodutor de áudio

Indo parar na Mercedes de surpresa após a aposentadoria de Nico Rosberg depois de conquistar o título mundial de 2016, Valtteri Bottas não subestima o desafio de ser companheiro do tricampeão Lewis Hamilton, mas descarta ter medo de enfrentar o inglês. Ele também se diz preocupado com o fato de se manter leal à Mercedes.

"É definitivamente complicado ser leal à equipe e, ao mesmo tempo, sempre tentar estar na na frente", disse ele em entrevista exclusiva ao Motorsport.com em sua casa na Finlândia.

"É uma espécie de nova situação para mim. Acho que o melhor é continuar como sempre fiz, então faço tudo para a equipe. Mas, ao mesmo tempo, tenho meus próprios objetivos e na F1 você precisa ser egoísta se quiser ganhar.”

"Dependendo da situação, você tem que calcular o que é o melhor no geral. Eu não posso dizer mais do que isso realmente. Veremos como este ano vai ser.”

"Eu costumo me relacionar com todos e acredito que definitivamente podemos disputar duramente com Lewis, mas de maneira justa e respeitando um ao outro. Pelo menos é assim que eu vejo."

 

Regras duras

Embora Rosberg e Hamilton tenham tido vários conflitos durante seu tempo na Mercedes desde 2013, Bottas diz que não está preocupado sobre a possibilidade de tensão.

Na verdade, ele acredita que a Mercedes será capaz de lidar com qualquer situação que possa surgir. O finlandês falou de regras de condutas duras.

"Certamente eles (Rosberg e Hamilton) tiveram uma batalha dura e tempos realmente difíceis", disse Bottas. "É o que acontece quando você está lutando por vitórias.”

"Com certeza você pode passar por tudo isso e ver o que acontece. Mas como equipe, eles também aprenderam muito sobre como lidar com essas situações e tiveram muitos cenários diferentes com os dois pilotos. Estou certo de que saberão o que fazer.”

"Estou certo de que as regras serão bastante rigorosas sobre o que você pode fazer e o que não pode. No caso de haver algum problema, a equipe sempre poderá controlar."

Ponto de pressão

Embora haja um grande foco de fora sobre como Bottas atuará contra Hamilton, ele está bem ciente de que precisará impressionar seus próprios patrões se manter na Mercedes para 2018.

Com grandes movimentos no mercado de pilotos sendo esperados nos próximos 12 meses e o fato de Bottas nunca ter mostrado o que pode fazer em carros vencedores, o finlandês tem apenas um ano de contrato.

Embora isso signifique que há uma necessidade de ser veloz rapidamente,  Bottas aprecia o desafio.

"Sim, eu penso nisso positivamente", disse ele. "Eu acho que é uma grande oportunidade para mim e, como eu disse em dezembro, não esperava por isso.”

"Você nunca sabe na vida o que vai acontecer e isso foi uma grande coisa que aconteceu para mim. Estou disposto a aproveitar a oportunidade de andar bem.”

"Eu vejo isso como uma nova página para mim na minha carreira e sei que em termos de habilidade de condução e em termos de todo o trabalho que eu faço, posso fazer isso e definitivamente posso provar para a equipe que eu mereço o lugar.”

"Eu sei como a F1 funciona, é completamente normal que uma equipe queira que eu seja veloz rapidamente, e é por isso que seria difícil ir imediatamente para um contrato mais longo. Mas isso é realmente mais ou menos o que me acostumei nestes anos. Não posso pensar muito sobre outras coisas."

 

Ansiedade

De fato, ao invés de se preocupar com possíveis críticas, Bottas diz que está ansioso para a temporada para começar.

"Eu só quero correr, não estou nervoso - nunca estive em nenhum ponto", disse ele. "Eu sei que posso fazer isso, mas quero começar logo.”

"Acho que o principal para mim é me lembrar que não haverá nenhuma ajuda se eu começar a exercer pressão sobre mim mesmo. Já passei por isso e só atrapalha."

"Então eu só preciso confiar em minhas habilidades, e trabalhar a cada dia nos finais de semana.”

Quando perguntado se dois meses de preparação seria o suficiente, ou se sente que pode estar em desvantagem, Bottas acrescentou: "Eu não sinto que estou em desvantagem. Acho que temos sido muito bons fazendo o que temos feito.”

"Acho que o plano que a equipe montou para eu entrar em tudo foi muito bom e eu já fiz algumas simulações de corrida no simulador. Tive um monte de reuniões com os engenheiros e aprendi muito.”

"É claro que eu preferiria ter começado a preparação mais cedo, mas não foi possível, então precisamos lidar com isso, mas eu não sinto que estaremos mal. Claro que ainda será uma curva de aprendizado grande para mim, mas deve ser bom."

Nada de pânico

Mesmo que a temporada não comece bem, Bottas diz que a chave é continuar acreditando em si mesmo e não permitir que as percepções externas cheguem até ele.

"Bem, meu objetivo é, definitivamente, andar bem desde a primeira corrida no nível do carro e no nível que a equipe vai esperar de mim", acrescentou o finlandês.

"Se demorar um pouco não há drama, já que há muitas coisas novas e Lewis está com a equipe há muito tempo.”

"Eu sei, ficando muito tempo com Williams, o quão benéfico pode ser estar na mesma equipe por um longo tempo e conhecer todos que trabalham na pista. Eu preciso aprender rapidamente, mas o meu objetivo é estar rápido na primeira corrida."

 

compartilhar
comentários
GALERIA: Veja todos os carros da Force India desde 2008
Artigo anterior

GALERIA: Veja todos os carros da Force India desde 2008

Próximo artigo

Pérez: novos carros darão sensação de sair da GP2 para F1

Pérez: novos carros darão sensação de sair da GP2 para F1
Carregar comentários