F1 – Wolff: "Ataques da Red Bull a Hamilton foram longe demais"

Em entrevista exclusiva, chefe da Mercedes comenta que acusações ao britânico chegaram a um nível "nunca visto no esporte"

F1 – Wolff: "Ataques da Red Bull a Hamilton foram longe demais"

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, expressou preocupação com a escala dos ataques pessoais da Red Bull após o GP da Grã-Bretanha, mas espera que eles possam "restaurar" uma rivalidade profissional na Fórmula 1.

Falando exclusivamente ao Motorsport.com pela primeira vez desde o fim de semana de Silverstone, e na esteira do abuso racista proferido a Lewis Hamilton após sua colisão com Max Verstappen, o mandatário sugere que as declarações feitas após os eventos de domingo foram longe demais em seus níveis de agressão.

Leia também:

O conselheiro de automobilismo da equipe austríaca, Helmut Marko, acusou o heptacampeão de "direção imprudente" e disse que a montadora alemã mostrou seu "estilo" ao comemorar a vitória enquanto o holandês fazia exames no hospital.

O próprio Verstappen acusou Hamilton de ser "desrespeitoso" com essas comemorações, enquanto o chefe da equipe, Christian Horner, disse que o britânico foi "sujo".

Wolff aceita que as emoções estivessem em alta nos momentos após a colisão entre os rivais pelo título da temporada, mas crê que a maneira e a linguagem usadas nas críticas não estavam corretas.

“Acho que você pode entender que, do ponto de vista dos concorrentes, a situação era perturbadora”, disse ele ao Motorsport.com. “Eu posso entender isso. No entanto, as palavras que foram ditas, e torná-las tão pessoais, era um nível que nunca vimos neste esporte antes.”

Sobre o tweet que Max publicou na noite de domingo definindo a atitude de Lewis como "antidesportiva" e comentários feitos por seu pai Jos, Toto reiterou: “Eu entendo o viés sobre o acidente em si e as emoções de um pai, e provavelmente seria o mesmo, mas usaria uma linguagem diferente."

Os comentários de Wolff vieram depois que seu colega de trabalho Peter Hain, vice-presidente do All Party Parliamentary Group na F1, criticou Horner pelo tom de seus comentários após a corrida, que ele acreditava ter alimentado a raiva dos fãs.

Hain disse à Press Association: “Os racistas tinham uma desculpa para lançar seu veneno e maldade em Hamilton depois do que eu pensei ter sido um ataque muito mal julgado, destemperado e totalmente errado por Christian. Não estou sugerindo que ele estava insinuando algo racista no que disse. Estava falando em termos puramente de corrida e isso é óbvio."

“Espero que tenha sido algo dito no calor do momento em que estava se sentindo prejudicado, mas esses são momentos em que a liderança é necessária e não explosões intempestivas."

 

"Christian Horner, que conheci e admiro, fez ataques ultrajantes a Lewis Hamilton após sua incrível vitória no domingo em Silverstone. A Red Bull deveria ter vergonha da corrente subsequente de abusos racistas dirigidos a Lewis"

Relacionamento com a Red Bull

Embora a mídia holandesa tenha relatado que Hamilton fez contato com Verstappen pela primeira vez desde o acidente, Wolff disse que ainda não falou com a Red Bull.

No entanto, ele diz que quando a situação se acalmar um pouco, ele pretende entrar em contato com o time de Milton Keynes.

“Acho que assim que as emoções baixarem, tentaremos restaurar nosso relacionamento profissional em prol da Fórmula 1”, disse Wolff. "Além disso, não houveram discussões, e não precisa haver.”

A equipe austríaca ainda avalia se vai ou não levar o incidente adiante com a opção de solicitar à FIA uma revisão oficial do assunto, desde que possa fornecer um novo elemento.

Essa informação poderia vir de dados que mostrem Hamilton mais rápido na entrada para Copse na volta um do que em qualquer outro ponto da corrida, mas fontes da Mercedes insistem que não é o caso, e que as comparações mostram outras ocasiões onde o piloto estava no vácuo de outro carro que era igualmente rápido.

Questionado se ele estava preocupado com a possibilidade da Red Bull levar o assunto adiante, Wolff disse: “Esta é a Fórmula 1. Nada disso me preocupa”.

Reação de Hamilton

Wolff tem conversado regularmente com o heptacampeão desde o GP da Grã-Bretanha e diz que, apesar da polêmica, ele não foi muito afetado pela reação pós-corrida.

"Eu acho que está bem relaxado sobre isso, honestamente”, disse. “É uma história muito polarizadora e alguns dos comentários que foram feitos foram muito pessoais e provavelmente inflamaram ainda mais a situação, mas no geral, está bem."

Wolff diz também que a equipe está isolada do drama, pois ainda se concentra totalmente em tentar vencer a batalha do campeonato mundial deste ano.

“Acho que polêmica e polarização são uma boa narrativa e um bom conteúdo para o esporte”, comentou o chefe. “Quando isso se transforma em animosidades pessoais, é onde você está ultrapassando o limite. Novamente, todos precisam julgar como querem fazer isso.

“O campeonato ainda tem um longo caminho a percorrer e há muitos, muitos pontos para somar. Só precisamos olhar para nós mesmos e tentar recuperar alguma performance, com bom ritmo, pelas vitórias. A polêmica é mais uma coisa externa e não algo que percebemos como impactando a organização internamente", concluiu.

Red Bull antecipa AÇÃO DRÁSTICA pós-BATIDA com Hamilton e clã Verstappen escancara REVOLTA com Wolff

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Como fica o campeonato após guerra declarada entre Verstappen e Hamilton?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Alonso esclarece "lado negro" e diz que "se sentiu um idiota" em GPs anteriores
Artigo anterior

F1: Alonso esclarece "lado negro" e diz que "se sentiu um idiota" em GPs anteriores

Próximo artigo

F1: Mick Schumacher testa Jordan da estreia do pai, Michael, em Silverstone

F1: Mick Schumacher testa Jordan da estreia do pai, Michael, em Silverstone
Carregar comentários