F1: Correr até os 50? Alonso adota dieta semelhante a de Hamilton e exames apontam auge físico

Contudo, espanhol não usará idade como fator determinante para encerrar a carreira na categoria

Fernando Alonso, Aston Martin AMR23

Fernando Alonso, Aston Martin AMR23

Zak Mauger / Motorsport Images

Fernando Alonso diz que alguns resultados "surpreendentes" de exames médicos nestas férias o deixaram aberto à possibilidade de continuar correndo na Fórmula 1 até os 50 anos.

Leia também:

O espanhol, que atualmente tem 42 anos, já desafiou os céticos que achavam que os pilotos de F1 já teriam passado do auge quando passavam dos 30 anos. Agora, enquanto pensa em seus próximos passos na categoria, com seu atual contrato com a Aston Martin chegando ao fim no final deste ano, o bicampeão mundial diz que uma mudança na dieta e uma nova abordagem ao condicionamento físico o levaram a concluir que ainda tem muito tempo de corrida pela frente.

Essa crença foi desencadeada por seus recentes exames médicos anuais em uma clínica, que apontaram que ele não apenas interrompeu inesperadamente um declínio que havia sido detectado nos últimos anos, mas que agora está na melhor forma de todos os tempos.

"Geralmente fazemos os mesmos exames", disse ele. "A primeira parte é feita nos Alpes, na Itália, nas montanhas. Temos dados históricos do desempenho cardiovascular do meu corpo em um, dois e cinco quilômetros, em estado de repouso, em mil e um testes de gordura ou músculo, de reação com as luzes, bem como máximos da academia com pesos."

"Alguns testes nos últimos cinco ou seis anos tiveram uma queda mínima no desempenho, especialmente em termos de músculo, porque, a partir dos 30 ou 35 anos, você perde um pouco de músculo. Este ano, conseguimos recuperá-la em níveis máximos e isso se deveu em parte à nutrição, que mudou."

"Tentamos ganhar um pouco de músculo para compensar o fator idade, sem perder a reatividade ou a resistência no cardio. Esses resultados foram surpreendentes e, na minha opinião, muito positivos."

Fernando Alonso, Aston Martin Racing

Fernando Alonso, Aston Martin Racing

Foto de: Aston Martin Racing

Alonso falou várias vezes durante uma coletiva de imprensa de pré-lançamento no fim de semana sobre o benefício que virá da Aston Martin agora ter um nutricionista a bordo. Ele disse que isso "mudou um pouco a nossa maneira de ver as coisas e preparar o corpo", pois deu a entender que está se aproximando mais de uma dieta vegetariana.

"Há muitas coisas que eles sabem em termos de explicar melhor, que talvez mudem mais para uma dieta baseada em vegetais", explicou ele. "Talvez não totalmente rigorosa, mas nesse caminho, para tentar encontrar um pouco mais de energia dos alimentos que você come e um pouco mais de sua reserva também em seu corpo e tentar ter mais resistência a partir daí."

Outra área em que Alonso se concentrou foi a de garantir que ele não se afaste dos finais de semana dos GPs. Ele falou em ter férias melhores, com menos eventos promocionais.

"Treinei com mais calma, embora seja verdade que no ano passado a temporada tenha terminado mais cedo do que o normal e eu tenha tido mais tempo para treinar, mas foi um inverno com muito mais tempo para mim do que antes", disse ele. "Eu sempre tinha algo para fazer durante o inverno ou tinha eventos publicitários ou mudava de equipe e tínhamos de fazer coisas na fábrica."

"Desta vez, tive tempo para mim mesmo, para dirigir outros carros e isso me ajudou a chegar a esta pré-temporada na melhor forma da minha vida."

Há também uma nova abordagem para lidar com as viagens até 2024, já que ele pretende minimizar o tempo longe de casa.

Fernando Alonso, Aston Martin AMR23

Fernando Alonso, Aston Martin AMR23

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

"Acho que teremos que viajar com mais eficiência e passar o tempo certo nos lugares certos", disse ele. "Acho que cada um de nós é diferente, mas, no meu caso, para este calendário, tentarei passar um pouco menos de tempo nas corridas longas naquela cidade, naquela pista de corrida."

"Portanto, no Japão, na Austrália, na China, tentarei combater o jet lag de uma maneira diferente, não indo muito cedo para aquele país, porque isso acumula dias longe de casa. E a energia e as baterias vão se esgotando ao longo da temporada."

A combinação de todos esses fatores, aliada aos resultados de seus testes de condicionamento físico no inverno, deixou Alonso certo de que poderia continuar correndo por muitos anos.

"Há alguns anos, eu diria que talvez 40 ou 41 anos fosse o limite", disse ele, quando perguntado sobre quanto tempo ele achava que poderia continuar. Agora, depois que me vi no ano passado, motivado e com bom desempenho, pensei que talvez eu possa continuar correndo por mais alguns anos."

"Neste inverno, eu superei um pouco as expectativas em termos de todos os testes físicos e tudo o que fiz, então eu diria que, se você estiver motivado e quiser se comprometer, poderá pilotar talvez até os 48 ou 49 anos, ou o que for, ou até mesmo 50. Mas, ao mesmo tempo, você precisa abrir mão de tudo na vida. A Fórmula 1 precisa de dedicação total."

Fernando Alonso, Aston Martin F1 Team, 2nd position, with his trophy

Fernando Alonso, Aston Martin F1 Team, 2ª posição, com seu troféu

Foto de: Patrick Vinet / Motorsport Images

"Esta é a minha 24ª temporada, ou o que for, na F1 e eu dei minha vida por 24 anos a este esporte, o que me deixa feliz e estou bem com isso. Posso continuar fazendo isso por mais alguns anos. Mas não sei se estarei correndo até os 50 anos, com um calendário tão exigente e coisas assim. Não por causa das habilidades, mas porque há outras coisas na vida que me despertam curiosidade."

Reportagem adicional de Mario Galan

Watch: Rico Penteado comenta "caso Horner" e a consequente 'crise' na Red Bull

Podcast #268 – O que será do futuro de Horner e Red Bull?

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior F1: Em meio à investigação, Horner acompanha Red Bull em Silverstone
Próximo artigo F1: McLaren revela carro para 2024, após 'prévia' em janeiro

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil