Fórmula 1 GP da China

F1: Frustrado, Sainz define batalha com Leclerc como 'perda de tempo'

Pilotos tiveram um fim de semana conturbado na China desde a corrida sprint

Charles Leclerc, Ferrari SF-24, Carlos Sainz, Ferrari SF-24

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

Carlos Sainz alegou que a briga com o companheiro de equipe Charles Leclerc custou para Ferrari um tempo e um terreno valioso no GP da China de Fórmula 1 nesse fim de semana. 

Leia também:

Leclerc e Sainz largaram de sexto e sétimo, respectivamente, mas ambos perderam posição para George Russell e Nico Hulkenberg, quando os pilotos se 'cruzaram' na primeira curva da pista em Xangai. 

O espanhol foi empurrado para fora na Curva 2 pelo monegasco, que visivelmente lutava para deixar seus pneus na temperatura certa, o que foi comprovado posteriormente. Enquanto Hulkenberg era presa fácil para ambos, Russell se mostrou um osso mais duro de roer. Leclerc finalmente o ultrapassou na nona volta, enquanto Sainz teve que esperar o britânico ir para os boxes antes de ser liberado para aproveitar a pista livre até o safety car aparecer no meio da corrida.

"Foi uma corrida um pouco maluca. O que fizemos na largada custou a Charles e a mim uma ou duas posições e isso nos custou muito na corrida", disse Sainz sobre a batalha entre as equipes à emissora espanhola DAZN.

"Depois, tentamos seguir a Mercedes, tentamos ultrapassá-lo, mas ele parou e nós paramos, colocamos os pneus duros muito cedo. No último stint, tive que ir muito longe, mas ainda conseguimos nos segurar em quinto, o que acho que foi o máximo que conseguiríamos."

A Ferrari era cotada para ter um bom desempenho em Xangai, mas não foi o que aconteceu, pois teve dificuldades para manter o ritmo com o composto mais duro da Pirelli.

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

"Honestamente, não fomos muito rápidos neste fim de semana. Quando você se classifica em sexto e sétimo, não há muito ritmo no carro", disse Sainz. "Na corrida, esperávamos ser melhores, mas não fomos, então claramente este é o circuito onde sofremos mais."

"Precisamos verificar se fizemos tudo o que podíamos com a configuração e, se não, é hora de trabalhar no carro, porque esse tipo de circuito não foi bom para nós. Eu só me concentrei em chegar ao final e garantir que Russell não me passasse com pneus novos e conseguimos fazer isso."

No início do fim de semana, Leclerc sentiu que Sainz "ultrapassou um pouco o limite" ao defender sua posição em relação ao companheiro de equipe na corrida sprint, antes de declarar que o assunto havia sido esclarecido internamente.

MAX HUMILHA, Ricciardo EXPLODE contra Stroll, Aston PASSA VERGONHA apesar de Alonso e Norris é 2º: Veja abaixo o DEBATE sobre o GP da China

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Max humilha, Ricciardo explode contra Stroll, Aston 'limita' Alonso e Norris é 2º na China

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 e FIA devem ter apoio necessário para aprovar novo sistema de pontuação para as corridas; entenda
Próximo artigo F1: Pérez coloca prazo para definição do futuro em 2025

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil