F1: Hamilton diz estar grato "por dias ruins" como em Mônaco

Piloto britânico perdeu a liderança do campeonato de pilotos pela primeira vez este ano depois de terminar em sétimo lugar em Monte Carlo

F1: Hamilton diz estar grato "por dias ruins" como em Mônaco

Lewis Hamilton disse que a Mercedes terá um "grande número de reuniões" para entender o que aconteceu em Mônaco, mas se sente grato pelos “dias ruins” com os quais a equipe pode aprender.

Hamilton perdeu a liderança do campeonato de pilotos da Fórmula 1 pela primeira vez este ano depois de terminar em sétimo lugar no domingo (23) em Monte Carlo, ficando quatro pontos atrás do rival da Red Bull Max Verstappen na classificação geral.

Leia também:

O piloto britânico não conseguiu ficar entre os primeiros do grid na classificação, enquanto uma estratégia da equipe alemã na corrida lhe custou duas posições.

No entanto, apesar da frustração demonstrada durante o GP de Mônaco, Hamilton disse que “realmente não sentiu nenhuma dor” com o resultado e que “não estava pensando nisso”. O heptacampeão se mostrou animado com o conhecimento que a Mercedes terá com a derrota.

“Há muito que poderíamos ter feito melhor em termos de como nos preparamos para o fim de semana”, disse.

“Tivemos algumas boas conversas ao longo do fim de semana. Mas não é bom o suficiente para todos nós. Ganhamos e perdemos como equipe, e coletivamente não é um bom trabalho de todos nós, em geral."

“Nós não encaramos isso de forma leviana. Mas não adianta ficar todo deprimido. Precisamos começar a examinar os dados e descobrir por que estamos nesta posição."

“Naturalmente, todos nós queremos respostas dentro da equipe, então eu sei que todos trabalharão arduamente para garantir que esse tipo de coisa não aconteça novamente."

“Já mostramos várias vezes no passado que podemos nos recuperar desses finais de semana, por isso não sou o mais estressado.”

Hamilton foi o único piloto da Mercedes a terminar a corrida depois que Valtteri Bottas foi forçado a abandonar devido a um problema no pit stop com a porca da roda, o que fez com que o time também perdesse a liderança no campeonato de construtores.

O heptacampeão disse que a montadora alemã terá um "grande número de reuniões" para entender o que aconteceu em Mônaco, mas se sente "grato por dias ruins como este, porque são os dias em que aprendemos mais".

“Temos uma discussão muito aberta e honesta, e não é algo pessoal”, explicou.

“Todos nós levamos tudo em consideração e são discussões construtivas e se houver alguma crítica construtiva nós levamos em consideração e nos reunimos, fazemos o trabalho, atendemos uma chamada."

“Não haverá silêncio entre agora e a próxima corrida, teremos um grande número de reuniões, apenas para que tenhamos clareza do que aconteceu e das coisas que podemos querer aprender."

“A razão de termos todos os campeonatos que temos é porque cometemos muitos erros, mas sempre voltamos mais fortes e aprendemos com eles."

“Por isso, sempre sou grato por dias ruins como este, porque são os dias em que aprendemos mais. Se você está apenas ganhando o tempo todo, você aprende menos."

“Há muito o que aprender neste fim de semana e não temos todas as respostas, mas isso nos obrigará a ir buscá-las", concluiu.

F1 2021: Saiba como a Ferrari VACILOU após batida de LECLERC em Mônaco e perdeu chance de VITÓRIA

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: O que a liderança inédita de Verstappen representa na F1?

 

 

compartilhar
comentários
F1 - Verstappen: Hamilton “não teve de lutar por título nos últimos anos”
Artigo anterior

F1 - Verstappen: Hamilton “não teve de lutar por título nos últimos anos”

Próximo artigo

F1: Rosberg critica Vettel, Ricciardo e Pérez após elogio a Sainz

F1: Rosberg critica Vettel, Ricciardo e Pérez após elogio a Sainz
Carregar comentários