F1 - Mercedes sobe tom contra Red Bull e promete ser "realmente agressiva"

Comandante do time alemão analisa disputa contra equipe austríaca; confira

F1 - Mercedes sobe tom contra Red Bull e promete ser "realmente agressiva"

Chefe de equipe da Mercedes na Fórmula 1, Toto Wolff disse que sua escuderia será "realmente agressiva" na luta pelo título contra a Red Bull, reconhecendo que nenhum dos lados está maximizando seus pontos.

Lewis Hamilton recuperou a liderança do campeonato de pilotos de F1 ao marcar sua 100ª vitória no GP da Rússia neste domingo, derrotando Lando Norris após uma chuva tardia e uma troca na hora certa para os pneus intermediários.

O editor recomenda:

O rival de Hamilton, Max Verstappen, se recuperou de uma penalidade de motor que o deixou por último no grid para terminar em segundo, garantindo que a liderança de Hamilton no campeonato seja de apenas dois pontos.

A Mercedes conseguiu estender sua vantagem no campeonato de construtores depois que Valtteri Bottas subiu para o quinto lugar nos estágios finais da prova, dando à equipe uma 'gordura' de 33 pontos sobre a Red Bull.

Hamilton considerou a recuperação de Verstappen ao segundo lugar um "resultado dos sonhos" para o piloto da Red Bull, depois de ter visto uma chance de estabelecer uma vantagem maior.

Já Wolff aceitou que há algumas "pontas soltas" para resolver nos últimos fins de semana de corridas, mas disse que a equipe não pode estar na defensiva em sua batalha com a Red Bull Racing.

"Não estamos maximizando nossa pontuação. O quali foi decisivo. Terminamos com um primeiro e um quinto e isso é muito bom, sem dúvida, até pela 100ª vitória de Lewis. Mas o Max se recuperou de forma espetacular, o que não é bom para o campeonato.

Lewis Hamilton, Mercedes, 1st position, celebrates with his team mate on the podium

Lewis Hamilton, Mercedes, 1st position, celebrates with his team mate on the podium

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

"Então, em poucas palavras, só precisamos ser realmente agressivos na forma como abordamos esta temporada. Não podemos ser defensivos, mas apenas seguir em frente, a fim de marcar esses pontos."

"Porque nem nós nem os outros somos realmente bons em maximizar os pontos no momento", ponderou o dirigente austríaco, que comanda a Mercedes desde antes da era híbrida.

Nem a Mercedes nem a Red Bull conseguiram registrar uma dobradinha até agora neste ano. A única equipe que conquistou o feito é a McLaren, que obteve o máximo de pontos na corrida de Monza.

Monza e Sochi costumavam ser dois dos melhores circuitos da Mercedes, mas Wolff disse que os regulamentos de 2021 fizeram com que não fosse possível confiar no histórico do time nas etapas.

"Eu parei de tentar antecipar se é historicamente forte para nós, porque tudo, com os novos regulamentos, muda, muito. Definitivamente, sabíamos que Monza e Sochi viriam mais em nossa direção. E a realidade é que estamos onde estamos. Essa é a diferença de pontos e duvido que qualquer uma das duas equipes fará grandes oscilações para cima ou para baixo", completou.

F1 AO VIVO: Hamilton VS Norris, ESCALADA de Verstappen, DRAMA no GP da RÚSSIA e mais; assista debate

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #134: TELEMETRIA: Chuva em Sochi? Mercedes perderá invencibilidade? Rico Penteado responde

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1 - Vettel: Batida com Stroll não passa de "mal-entendido"
Artigo anterior

F1 - Vettel: Batida com Stroll não passa de "mal-entendido"

Próximo artigo

F1: Mercedes foi "inflexível" sobre estratégia no fim do GP da Rússia; entenda

F1: Mercedes foi "inflexível" sobre estratégia no fim do GP da Rússia; entenda
Carregar comentários