Fórmula 1 GP da Holanda

F1: "Tinha ritmo para desafiar Verstappen", afirma Hamilton

Além de Hamilton, Russell também criticou a Mercedes pelas informações 'totalmente erradas' da previsão do tempo

Sir Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14, leads Lando Norris, McLaren MCL60

Lewis Hamilton fez uma grande corrida de recuperação neste domingo em Zandvoort. Saiu da 13ª, viu a Mercedes demorar para chamá-los aos pits e colocar intermediários, mas conseguiu escalar o grid para fechar na sexta colocação no GP da Holanda de Fórmula 1.

Porém, o heptacampeão mundial acredita que a Mercedes poderia ter conquistado muito mais - sobretudo se o tivesse chamado mais cedo para os pits. "Nessas condições, se tivemos entrado na hora certa, eu tinha ritmo para desafiar os dois primeiros. Eu acho que poderia duelar com o Max [Verstappen], sendo honesto", declarou o britânico à Sky Sports.

O editor recomenda:

"Particularmente, no seco, acho que não estávamos longe. Não estou dizendo que o bateríamos, mas acho que estaríamos perto", completou

Falando com a imprensa escrita, incluindo o Motorsport.com, Hamilton disse que a corrida desse domingo é como uma redenção após ter tomado o caminho errado no ajuste do carro, que não foi refeito a tempo na classificação.

Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14, makes a stop

Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14, makes a stop

Photo by: Simon Galloway / Motorsport Images

"Eu sinto que hoje foi uma redenção, no sentido de que ontem foi horrível. Conseguimos deixar o carro um pouco melhor para hoje e ultrapassamos muita gente. Eu acho que hoje eu tive ritmo. Eu tinha ritmo como o Max, mas fora de posição", falou. "Por largar em 13º, eu estava morto nesse ponto, e chegar em sexto, sim, estou feliz por isso".

Enquanto Hamilton escalou o grid, George Russell foi para o outro lado. Após largar em terceiro, também ter parado mais tarde no momento de chuva forte, ele terminou em 17º, após precisar parar no final após um toque.

Russell disse que a equipe estava 'totalmente errada' nas informações sobre o tempo, ao dizer que a chuva na largada não seria persistente. "A corrida acabou quando largamos. Eu acho que a informações da previsão do tempo estavam totalmente erradas, que diziam que a chuva iria acabar em poucos minutos. Claramente, ela demorou, então é uma pena. Perdemos um pódio".

Russell chegou a se recuperar no meio da prova, mas logo na relargada final, após a bandeira vermelha, ele teve um toque com Lando Norris que furou um de seus pneus.

"Tivemos uma boa recuperação até o toque com Lando, um infeliz incidente de corrida, causando um furo. Desapontado, mas feliz que temos um carro rápido em corrida", finalizou.

Massa detalha judicialização da F1 2008 ao Motorsport.com

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #244 – Que tipo de mudanças teremos na F1 após férias? 

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 - Perez explica punição: 'estava alagado e não pude frear'
Próximo artigo Chefe de Massa na Ferrari e ex-presidente da FIA, Todt fala de polêmica de 2008

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil