F1: Veja o que está em jogo no 'duelo' Hulk vs Pérez pela vaga na Red Bull em 2021

compartilhar
comentários
F1: Veja o que está em jogo no 'duelo' Hulk vs Pérez pela vaga na Red Bull em 2021
Por:
, Repórter

Motorsport.com analisa bastidores da briga pelo assento do time austríaco após Albon ter 'prazo estendido' até o GP de Abu Dhabi

Em meio às especulações sobre o mercado de pilotos da Fórmula 1 para 2021, a segunda vaga da Red Bull é o assento de maior interesse. O carro atualmente ocupado pelo anglo-tailandês Alexander Albon ainda não tem dono para o ano que vem e dois nomes disputam a oportunidade de correr ao lado do holandês Max Verstappen: o mexicano Sergio Pérez, que deixará a Racing Point, e o alemão Nico Hulkenberg, que busca voltar ao grid da categoria.

Entretanto, a equipe parece longe de tomar uma decisão. Após dizer que o pressionado Albon tinha até o GP da Turquia para mostrar serviço, o consultor da Red Bull, Helmut Marko, 'aumentou o prazo' para que o piloto desempenhe bem ao ponto de ficar no time em 2021.

Leia também:

Agora, Albon tem até a corrida final da atual temporada, o GP de Abu Dhabi, para tentar convencer os dirigentes de que é digno de seguir ao lado de Verstappen no próximo campeonato.

De todo modo, Pérez e Hulkenberg estão de olho na vaga e já foram citados como opções por Marko. O mexicano, aliás, vive grande momento após terminar o GP da Turquia em segundo. Já o alemão confessou que as negociações com a Red Bull estão estagnadas neste momento.

Mas o que está por trás da disputa pela segunda vaga da Red Bull em 2021? É isso que o Motorsport.com explica abaixo, com informações de bastidores que podem ser decisivas para Hulk, Pérez ou até mesmo Albon.

Dinheiro

Aston Martin logo

Aston Martin logo

Photo by: Alexander Trienitz

Em função de sua volta à F1 em 2021 através da estrutura da Racing Point, a Aston Martin deixará de ser patrocinadora da Red Bull, que certamente buscará compensar a perda de receita com novas parcerias.

Neste sentido, o aporte financeiro que Pérez pode levar à equipe deve ser considerado, já que os patrocinadores mexicanos do piloto carregam boas cifras, o que o time austríaco certamente avalia com bons olhos. Especialmente em meio à crise gerada pela pandemia.

Verstappen

Max Verstappen, Red Bull Racing, Jos Verstappen

Max Verstappen, Red Bull Racing, Jos Verstappen

Photo by: Andy Hone / Motorsport Images

Tanto o holandês, que trocou farpas com Pérez recentemente, quanto o seu pai Jos, ex-piloto da F1, já manifestaram que gostariam de ver Hulkenberg na Red Bull. Max é amigo do alemão e 'Hulk' é visto como alguém que não tumultuaria o ambiente da equipe.

Apesar disso, é pouco provável que Marko e o chefe de equipe Christian Horner se deixem levar pela vontade da estrela. O mesmo pode se dizer de Dietrich Mateschitz, o 'homem do cheque' da Red Bull. De todo modo, a simpatia dos Verstappen certamente não atrapalha.

Carro

Max Verstappen, Red Bull Racing RB16

Max Verstappen, Red Bull Racing RB16

Photo by: Steven Tee / Motorsport Images

A Red Bull foi a única equipe a ameaçar, ainda que brevemente, a supremacia da Mercedes em 2020. Não à toa, Verstappen venceu o GP dos 70 Anos da F1. Entretanto, o carro do time austríaco ainda é consideravelmente inferior ao concorrente alemão.

Por isso, é preciso de um piloto que contribua para o desenvolvimento do bólido. Neste sentido, Hulkenberg pode levar vantagem, já que é visto como um bom acertador de carros e entende de engenharia. Pérez, porém, também é experiente.

Motor

Honda logo

Honda logo

Photo by: Steven Tee / Motorsport Images

Atual fornecedora de unidades de potência da Red Bull e da AlphaTauri, a Honda anunciou que sairá da categoria no fim de 2021 e deixou as equipes do grupo de energéticos 'à deriva'. Sabe-se, porém, que a RBR pode assumir a estrutura de F1 da montadora japonesa.

Caso não fabrique os próprios motores, a alternativa mais viável é a reedição da parceria com a Renault. Apesar do conflituoso fim do 'casamento' em 2018, os quatro títulos da RBR foram conquistados com a fabricante francesa. E Hulkenberg foi piloto da Renault até o fim de 2019.

Mas e os tailandeses?

Bandeira da Tailândia

Bandeira da Tailândia

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

Albon ainda não foi descartado e tem um aspecto em seu favor: a questão política, já que parte da Red Bull é de propriedade da família tailandesa Yoovidhya. De todo modo, é difícil imaginar que o piloto siga na equipe por tal razão.

Entretanto, Jacques Villeneuve, campeão da F1 em 1997 e hoje comentarista, chegou a dizer que Albon continua no time justamente por causa disso. "Só está lá pelo passaporte", afirmou o canadense, que chamou o tailandês de "pior segundo piloto da Red Bull de todos os tempos". Insinuação semelhante foi feita pelo ex-piloto alemão Ralf Schumacher: “Para a marca, é bom que alguém com nacionalidade tailandesa possa sentar-se no carro da Red Bull”.

O que está em jogo nos bastidores do 'duelo' Hulk vs Pérez pela vaga na Red Bull em 2021

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1, MotoGP e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Podcast #076 – Hamilton x Schumacher: a comparação entre os campeões da F1

 

Confederação italiana quer Ímola no calendário de 2021 da F1 na vaga deixada pelo Vietnã

Artigo anterior

Confederação italiana quer Ímola no calendário de 2021 da F1 na vaga deixada pelo Vietnã

Próximo artigo

Verstappen responde Wolff: novo regulamento não é para frear Mercedes

Verstappen responde Wolff: novo regulamento não é para frear Mercedes
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Nico Hulkenberg , Sergio Perez , Alexander Albon
Equipes Red Bull Racing
Autor Carlos Costa