Kvyat confirma que não estará na Fórmula 1 em 2021

Piloto russo disse que pretende voltar à principal categoria do automobilismo mundial em 2022

Kvyat confirma que não estará na Fórmula 1 em 2021

Daniil Kvyat foi contundente no final do GP de Fórmula 1 de Abu Dhabi 2020, dizendo que foi sua última corrida na categoria por enquanto.

O piloto russo, que largou em sétimo, atrás de Carlos Sainz, terminou a corrida fora dos pontos (11º), depois de sofrer com o desgaste dos pneus macios na primeira parte da corrida.

Kvyat, assim, põe fim a estes últimos dois anos com AlphaTauri/Toro Rosso, com quem voltou em 2019 depois de atuar como piloto de testes da Ferrari quando a segunda equipe da Red Bull dispensou seus serviços para contar com Pierre Gasly e Brendon Hartley.

O editor recomenda:

"Não faço ideia, mas não acho que estarei aqui no próximo ano. Eles me disseram que querem Tsunoda e sua prioridade é colocar um jovem piloto na equipe", disse o russo à Movistar + F1.

“Ano que vem, claro que não estarei aqui. Preciso muito de férias, a F1 me cansa muito e principalmente esse ambiente na AlphaTauri é de muita pressão, sempre com pilotos jovens atrás. É difícil. Eu gostaria de voltar em 2022, mas vamos ver com o tempo".

Quando questionado pela imprensa, o russo aprofundou: "Agora são férias, só isso. Logo veremos em 2022. Vou tentar voltar, porque sinto que no lugar certo, com as pessoas certas quando estou no carro posso realmente ser competitivo. Ainda tenho muito a dar. Agradeço por todos esses anos, também esses dois últimos com uma equipe que é fantástica. Mas é uma pena que não possa nem dizer se continuo ou não no próximo. É um pouco engraçado... Estou falando com vocês aqui e eles não me deram uma confirmação oficial ainda."

Obviamente, as palavras de Kvyat (de 26 anos) deixam claro que será Yuki Tsunoda, terceiro na FIA F2 2020 e protegido da Honda, que o substituirá com apenas 20 anos.

"Nunca se sabe [se vai continuar no ambiente da Red Bull]. A vida ensina que você nunca pode dizer nunca para nada. Mas é claro que acho que estivemos longe por muito tempo", acrescentou.

"Não havia opção [para 2021]. Eu tinha um contrato para esses dois anos, esse era o acordo. E para todo o resto você tem que pedir a Helmut [Marko, consultor da Red Bull Racing]."

Kvyat terminou a temporada 2020 da F1 em 14º, com 34 pontos, menos da metade de seu companheiro de equipe, Gasly, que venceu a corrida de Monza.

"Veremos, porque agora não quero pensar nisso. Estou aberto a muitas ideias. Não vou dizer não a nada. No próximo ano acho que será um ano em branco em termos de competição, mas veremos. Se algo realmente bom sair, vou pensar, é claro. Do contrário, vou me concentrar em como voltar à F1 em 2022”, concluiu.

Pérez já estaria com contrato feito para correr pela Red Bull em 2021; entenda o caso

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PODCAST: Como ficará marcada a temporada de 2020 da F1?

 

.

compartilhar
comentários
Liberty deve renovar com Globo e F1 terá apenas algumas provas em TV aberta, diz colunista
Artigo anterior

Liberty deve renovar com Globo e F1 terá apenas algumas provas em TV aberta, diz colunista

Próximo artigo

Frank Williams dá entrada em hospital mas tem condição estável; família não divulga causa de internação

Frank Williams dá entrada em hospital mas tem condição estável; família não divulga causa de internação
Carregar comentários