Kvyat se diz convencido de que não errou em toque com Vettel

Daniil Kvyat diz que imagens de toque com Sebastian Vettel na primeira curva do GP da China o convenceram ainda mais de que ele não fez nada de errado com piloto da Ferrari; se alemão quiser conversar, no entanto, russo se diz aberto para diálogo

Kvyat se diz convencido de que não errou em toque com Vettel
Daniil Kvyat, Red Bull Racing RB12
Daniil Kvyat, Red Bull Racing RB12
Podium: winner Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 Team, third place Daniil Kvyat, Red Bull Racing
Daniil Kvyat, Red Bull Racing RB12
Daniil Kvyat, Red Bull Racing RB12
Daniil Kvyat, Red Bull Racing RB12
Daniil Kvyat, Red Bull Racing on the grid

Se para alguns o toque entre Danill Kvyat e Sebastian Vettel ainda é tema de discussão, para o russo a questão está encerrada - especialmente após Kvyat ter visto as imagens do incidente, que acabou gerando uma reação irritada de Vettel após a prova, quando o piloto da Ferrari foi tirar satisfações com o rival da Red Bull.

"Mesmo se eu não quisesse ver, o vídeo está por toda a parte. Então tive que vê-lo", disse Kvyat nesta quarta-feira (27), em evento organizado pela Red Bull na pista olímpica de bobsled de Sanki.

"Fiz o que qualquer piloto competitivo faria - e eu sou muito competitivo. Foi uma primeira curva interessante e em situações como esta há muitas coisas acontecendo, eventos distintos. Você precisa estar preparado para enfrentá-los e a Ferrari não estava totalmente pronta para isso. Então eles acabaram pagando o preço", afirmou.

Sem ressentimentos com Vettel

Apesar de ter sido confrontado por Vettel após a prova, o russo diz que não há qualquer ressentimento com o alemão. "As emoções estão à flor da pele logo após a prova, então é bom que mesmo o tetracampeão do mundo aja desta forma. Não sei o que ele vai dizer agora, mas após a prova as emoções tomam conta, é normal", disse.

"Eu e ele sempre nos tratamos com respeito e honestidade. Não tenho nenhum problema com ele e faria tudo novamente se me encontrasse em uma situação semelhante", afirmou o piloto da Red Bull, que ressaltou não ver necessidade de procurar o alemão para conversar sobre o incidente, mas se mostrou aberto a ouvir Vettel caso ele ainda queira comentar algo sobre o toque.

"Não vejo nenhuma necessidade de procurá-lo para falar sobre isso. Se ele sentir que deve conversar ele vai me procurar, mas para mim o assunto está encerrado. Se alguém sente que não esclareceu tudo e quer conversar, sempre estarei disponível", completou.

compartilhar
comentários
Hamilton: quero terminar minha carreira bem como Rossi
Artigo anterior

Hamilton: quero terminar minha carreira bem como Rossi

Próximo artigo

Confira os horários do GP da Rússia de Fórmula 1

Confira os horários do GP da Rússia de Fórmula 1
Carregar comentários