Fórmula 1
25 jun
-
28 jun
Próximo evento em
76 dias
R
GP da Áustria
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
83 dias
30 jul
-
02 ago
Próximo evento em
111 dias
R
GP da Bélgica
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
139 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
146 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
160 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
167 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
181 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
195 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
202 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
216 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
230 dias

Ricciardo: Série da Netflix colocou F1 "no mapa" nos EUA

compartilhar
comentários
Ricciardo: Série da Netflix colocou F1 "no mapa" nos EUA
Por:
, Editor
4 de fev de 2020 17:54

Daniel Ricciardo crê que a série "Drive to Survive", da Netflix, ajudou a colocar a Fórmula 1 no mapa nos Estados Unidos após a primeira temporada, lançada em 2019

Lançada no ano passado no serviço de streaming Netflix, a série Drive to Survive conta os bastidores da principal categoria do automobilismo mundial e foi considerada um sucesso pelos fãs e pela própria categoria, ajudando a popularizar a F1 ao redor do mundo. Entre os mais presentes na série está Daniel Ricciardo, que teve a história de sua mudança da Red Bull para a Renault contada em um arco de episódios.

Em entrevista ao The Daily Show, apresentado pelo comediante Trevor Noah, na segunda, Ricciardo falou sobre o impacto que a série da Netflix teve e como impulsionou o crescimento da F1 nos Estados Unidos, afirmando que é possível perceber a diferença desde o lançamento.

Leia também:

"Eu definitivamente sinto que a F1 está se popularizando aqui nos Estados Unidos. Drive to Survive nos colocou no mapa", afirmou Ricciardo. "Eu estou sempre nos Estados Unidos e até um ano atrás, ninguém me dava oi - não que isso seja algo ruim, mas eu não era reconhecido como piloto de F1".

"E agora é: 'Nós te vimos na Netflix, em Drive to Survive, era muito legal'. Nós usamos capacetes, então não são muitos que conseguem ver nossos rostos o tempo inteiro, então dar um rosto ao piloto ajudou".

A F1 citou o sucesso da série da Netflix como um fator chave no crescimento da popularidade da categoria entre os jovens. Segundo dados da própria F1, 62% dos novos fãs tinham menos de 35 anos de idade. Ricciardo se mostrou uma figura popular na primeira temporada, sendo acompanhado dentro e fora dos circuitos, inclusive com segmentos na Austrália, quando o piloto estava com sua família.

Ricciardo disse que achava importante mostrar um lado mais divertido, criticando os pilotos mais fechados: "Não ajudam o esporte".

"Para mim, crescer na Austrália, com a luz do sol, te torna uma pessoa mais feliz", afirmou."Tenho o trabalho dos meus sonhos. Você tem que se lembrar disso sempre, porque se não você se torna competitivo demais. Você fica tão imerso nisso que esquece".

"É meu emprego dos sonhos. Eu viajo ao redor do mundo para correr com carros em autódromos. Isso é incrível".

A segunda temporada de Drive to Survive estreia na Netflix em 28 de fevereiro e, diferente da primeira leva de episódios, terá a participação de todas as 10 equipes da F1, após Mercedes e Ferrari optarem por não participar da primeira temporada.

GALERIA: Relembre os carros da Renault na Fórmula 1

1977: Renault RS01

Próximo artigo
Williams anuncia Aitken como piloto reserva, com participação em treinos livres em 2020

Artigo anterior

Williams anuncia Aitken como piloto reserva, com participação em treinos livres em 2020

Próximo artigo

Mercedes enfrentando "poucos problemas" com motor de 2020

Mercedes enfrentando "poucos problemas" com motor de 2020
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Daniel Ricciardo Compre Agora
Autor Luke Smith