Indy Road America

Indy: McLaren encerra parceria com JHR após ameaças de morte a Pourchaire

Pourchaire recebeu intimidações nas redes sociais depois de ter colidido com o argentino Agustin Canapino, da JHR, no GP de Detroit; rompimento é imediato

Theo Pourchaire, Arrow McLaren Chevrolet, Agustin Canapino, Juncos Hollinger Racing Chevrolet

A Arrow McLaren rompeu nesta quinta-feira (6) a aliança comercial com a Juncos Hollinger Racing na IndyCar, após polêmicas nas redes sociais que envolveram até ameaça de morte. A decisão ocorre após o novato da equipe, Théo Pourchaire, ser alvo de intimidações após colidir com Agustin Canapino, da JHR, na curva 3 da volta 60 do GP de Detroit, no fim de semana passado.

Leia também:

É a terceira vez nos últimos 14 meses que o piloto argentino se vê no meio de um 'burburinho' com outro competidor. No ano passado, Callum Ilott, seu companheiro de equipe, atraiu a ira dos torcedores de Canapino em outras duas ocasiões: em Long Beach e depois em Laguna Seca, quando tiveram incidentes.

Ambas as organizações, que anunciaram a aliança em outubro de 2023, publicaram uma declaração conjunta condenando as ameaças na noite da última segunda-feira (3), dias antes do rompimento comercial e logo após o GP de Detroit.

Agustin Canapino, da JHR, envolveu-se em outra polêmica na Indy, desta vez com Théo Pourchaire.

Agustin Canapino, da JHR, envolveu-se em outra polêmica na Indy, desta vez com Théo Pourchaire.

Foto de: Brett Farmer / Motorsport Images

Pouco depois disso, a conta de Canapino no X curtiu uma resposta de Martin Ponte, piloto argentino e comentarista da IndyCar na América Latina, a postagem de Pourchaire na rede que falava sobre as ameaças. O analista comentou a declaração do piloto francês com as palavras: "Callum Pourchaire", ironizando o francês. Desde então, a conta de Canapino curtiu várias respostas ao comentário de Ponte.

O argentino compartilhou, ainda, uma nota rejeitando as alegações feitas contra sua base de fãs na última quarta-feira (5). Até que, nesta quinta-feira, a Arrow McLaren confirmou a separação da JHR em comunicado.

 

“Conforme refletido no código da comunidade de mídia social, a Arrow McLaren não tolerará qualquer forma de abuso ou discriminação e condena totalmente as intimidações online direcionadas ao nosso time e ao nosso piloto", disse em publicação no site oficial.

A JHR, por sua vez, respondeu, afirmando que confia no futuro da equipe e que mantém o "maior respeito" pela McLaren. "São uma organização de nível mundial com a qual apreciamos competir semana após semana", completou.

 

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Podcast Motorsport.com debate: Como demissão de Ocon impacta no mercado da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Lenda do automobilismo americano, Parnelli Jones morre aos 90 anos
Próximo artigo Indy: Canapino tira 'licença' após polêmica com Pourchaire

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil