MotoGP
15 out
Evento encerrado
18 out
Evento encerrado
25 out
Evento encerrado
R
GP da Austrália
23 out
Canceled
08 nov
Evento encerrado
22 nov
Evento encerrado

Em final insano, Miguel Oliveira aproveita embate na última curva e vence o GP da Estíria da MotoGP

compartilhar
comentários
Em final insano, Miguel Oliveira aproveita embate na última curva e vence o GP da Estíria da MotoGP
Por:
, Repórter

Etapa finaliza a rodada dupla da MotoGP no Red Bull Ring

A MotoGP segue no Red Bull Ring para sua segunda prova em solo austríaco, agora o GP da Estíria. A prova, que recebeu a distinção de ser a 900ª da história do Mundial, teve Pol Espargaró colocando a KTM na ponta. Na corrida, um final insano deu a vitória a outra KTM, a do português Miguel Oliveira.

Ao longo da última semana, as discussões da MotoGP foram voltadas ao acidente entre Franco Morbidelli e Johann Zarco no GP da Áustria, que quase envolveu Maverick Viñales e Valentino Rossi. Todos os pilotos deram suas opiniões sobre o caso e, no final, o francês da Ducati foi punido com uma largada no pitlane.

Leia também:

Zarco, que precisou passar por uma cirurgia na quarta-feira, foi liberado pela equipe médica e conseguiu participar do fim de semana.

Outro piloto que segue fora do grid é Marc Márquez. Assim que o GP da Áustria acabou, a Honda já confirmou que o hexacampeão ficaria de fora da segunda prova no Red Bull Ring. Porém, logo após o fim do treino classificatório, a equipe anunciou que o hexacampeão deve ficar de fora por pelo menos mais dois ou três meses e, com isso, Márquez fica oficialmente fora da disputa pelo campeonato. A notícia repercutiu no grid da MotoGP, com os pilotos lamentando a ausência de Márquez.

Após duas corridas com performances abaixo do esperado, Fabio Quartararo segue na liderança da MotoGP, com 67 pontos, mas sua vantagem caiu. Com a vitória na Áustria, Andrea Dovizioso pulou para o segundo lugar, a apenas 11 pontos do francês. Maverick Viñales completa o Top 3, a 19 de Quartararo.

No sábado, Pol Espargaró marcou 01min23s580 e conquistou a pole position, mostrando mais uma vez a evolução da KTM nas últimas provas. Ao seu lado na primeira fila, Takaaki Nakagami, em uma ótima performance com a LCR Honda e Joan Mír da Suzuki. Mír havia terminado em quarto, mas herdou a posição devido à punição de Zarco.

Espargaró largou bem, mas Joan Mír conseguiu sair melhor e assumiu a ponta com a Suzuki. Após as primeiras curvas, o piloto da KTM começou a ser pressionado por Miller. Em uma disputa, o australiano da Ducati fez Espargaró errar a trajetória, permitindo que Nakagami voltasse a ser terceiro. Lá atrás, o líder Quartararo caiu para a 11ª posição ao final da primeira volta.

Os cinco primeiros, Miller, Mir, Nakagami, Espargaró e Rins conseguiram se desgrudar do resto do pelotão com duas voltas, abrindo cerca de um segundo de diferença para o sexto colocado, Dovizioso. A partir da terceira volta, Miller, Nakagami e Mir protagonizavam uma ótima batalha pela ponta, trocando posições na liderança.

Com cinco voltas, a Suzuki estava na ponta, e Mir conseguiu abrir quatro décimos para os rivais. Já Miller e Nakagami tinham uma diferença de 1s5 para a disputa pelo quarto lugar, entre Espargaró e Rins.

Mais atrás, Quartararo sofria com sua M1. A transmissão mostrava que, por diversas vezes, ele perdia a trajetória no meio da Curva 1, indo parar na zona de escape. Viñales era a melhor das Yamahas, mas apenas em décimo, abrindo um bloco com Rossi e Quartararo, que conseguiu subir para 11º.

 

Com 16 voltas para o fim, Mir já abria mais de um segundo para Miller e Nakagami, que se mantinham quase dois segundos a frente de Espargaró e Rins. 

A 12 voltas do final, Maverick Viñales caiu da moto antes da Curva 1, e a moto seguiu sozinha até bater na barreira de proteção. O espanhol da Yamaha saiu sem problemas, mas o incidente causou uma bandeira vermelha. Segundo informações da equipe, a moto do piloto ficou sem freio.

 
 

No momento da relargada, a classificação era: Mir, Nakagami, Miller, Espargaró, Rins, Binder nas seis primeiras colocações. Oliveira, Dovizioso, Lecuona e Quartararo completavam o Top 10.

Mir conseguiu largar melhor e saiu na ponta novamente. Miller assumiu novamente a segunda posição, e passou a disputar com o piloto da Suzuki a liderança. Espargaró subiu para terceiro, seguido de Oliveira e Binder. Nakagami caiu para sétimo.

O australiano da Ducati conseguiu assumir a ponta e abrir uma pequena vantagem, deixando Mir para sofrer pressão da KTM de Espargaró. Logo atrás, Binder e Oliveira protagonizavam uma bela disputa pelo quarto lugar. Lá atrás, o líder Quartararo não fez uma boa largada, caindo para 14º.

O grupo formado por Miller, Mir e Espargaró conseguiu se afastar dos demais rivais, mas o australiano tinha uma vantagem mais confortável na ponta. Com oito voltas para o fim, Espargaró conseguiu passar Mir, deixando o piloto da Suzuki para Oliveira, que se aproximava do grupo.

Com quatro voltas para o fim, Espargaró seguia na ponta, com Miller a sua caça em segundo, Oliveira em terceiro, Dovizioso em quarto e Mir caindo para a quinta posição.

 

No final, a vitória ficou com o português Miguel Oliveira, que se aproveitou de um embate entre Espargaró e Miller na última curva para passar os dois. Miller e Espargaró completaram o pódio.

 

Fechando o Top 10, Mir, Dovizioso, Rins, Nakagami, Binder, Rossi e Lecuona. Enquanto isso, Quartararo foi apenas o 13º.

Agora, a MotoGP tira duas semanas de folga antes de embalar mais uma rodada tripla que será composta pelos GPs de San Marino e da Emilia-Romagna, ambos em Misano, e o GP da Catalunha, em Barcelona.

Cla Piloto Moto Diferença
1 Portugal Miguel Oliveira KTM  
2 Australia Jack Miller Ducati 0.316
3 Spain Pol Espargaro KTM 0.540
4 Spain Joan Mir Suzuki 0.641
5 Italy Andrea Dovizioso Ducati 1.414
6 Spain Alex Rins Suzuki 1.450
7 Japan Takaaki Nakagami Honda 1.864
8 South Africa Brad Binder KTM 4.150
9 Italy Valentino Rossi Yamaha 4.517
10 Spain Iker Lecuona KTM 5.068
11 Italy Danilo Petrucci Ducati 5.918
12 Spain Aleix Espargaro Aprilia 6.411
13 France Fabio Quartararo Yamaha 7.406
14 France Johann Zarco Ducati 7.454
15 Italy Franco Morbidelli Yamaha 10.191
16 Spain Alex Marquez Honda 10.524
17 United Kingdom Cal Crutchlow Honda 11.447
18 Germany Stefan Bradl Honda 11.943
19 United Kingdom Bradley Smith Aprilia 12.732
20 Italy Michele Pirro Ducati 14.349
21 Spain Tito Rabat Ducati 14.548
  Spain Maverick Viñales Yamaha  

VÍDEO: Veja a verdade sobre o início da treta de Nelson Piquet e imprensa

PODCAST: O que resta para Massa no automobilismo após sair se sua equipe na F-E?

 

 

Grid da MotoGP repercute ausência de Márquez: "É uma notícia impactante para o campeonato"

Artigo anterior

Grid da MotoGP repercute ausência de Márquez: "É uma notícia impactante para o campeonato"

Próximo artigo

TABELA: Quartararo segue na liderança da MotoGP, mas vantagem para Dovi cai para apenas três pontos

TABELA: Quartararo segue na liderança da MotoGP, mas vantagem para Dovi cai para apenas três pontos
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Autor Guilherme Longo