F1: GP da Holanda espera receber mais de 100 mil fãs por dia

Etapa marcada para 05 de setembro marca a volta da F1 ao país após 36 anos

F1: GP da Holanda espera receber mais de 100 mil fãs por dia

A organização do GP da Holanda está otimista quanto a possibilidade da etapa da Fórmula 1 em Zandvoort, marcada para o começo de setembro, possa receber cerca de 105 mil fãs por dia, como esperava inicialmente ainda no ano passado.

Na última semana, Mark Rutte, primeiro-ministro holandês, anunciou uma série de flexibilizações nas medidas de combate à Covid-19 que praticamente encerram o confinamento em 05 de junho.

Leia também:

No domingo, Hugo de Jonge, Ministro de Saúde Púnblica, disse esperar que a norma de distanciamento social possa ser abandonada em primeiro de setembro e que, a partir deste dia, não seja mais necessário o uso de máscaras.

Por isso, a organização vê como boas as chances de que o retorno do GP da Holanda à F1 pela primeira vez desde 1985, seja realizado com presença massiva de público, após seu cancelamento em 2020 por conta da pandemia.

"Somos cidadãos como todo mundo e estamos felizes com a chance de voltarmos a trabalhar com a possibilidade de termos um encontro mais normal. Isso é fantástico e nos deixa muito felizes", disse Jan Lammers, diretor esportivo do GP da Holanda, ao Motorsport.com.

"Assim que, o primeiro passo é voltarmos a ver nossos amigos e famílias de modo mais normal. Sentimos muita falta de nossas reuniões sociais".

Sobre o GP, acrescentou: "As perspectivas são muito boas. Temos que lidar com os mesmos fatos e normas do governo, mas, no momento, eles são muito bons. Estamos muito felizes com isso".

Os preparativos devem durar cerca de dois meses, o que significa que, no início de julho, será necessário confirmar a realização do evento.

"Acho que a lógica e o bom senso tomarão essa decisão por nós. Precisamos de dois meses para termos tudo em rodem do ponto de vista logístico. Esse é mais ou menos o nosso prazo, para podemos colocar todas as arquibancadas provisórias e coisas do tipo".

"Embora haja sempre um pouco de flexibilidade nisso, o que está acontecendo agora é um resultado de todas as coisas positivas que vêm acontecendo nos últimos meses. E podemos ficar orgulhosos disso. Vimos que o Dia do Rei (feriado em 27 de abril) não pioraram os números. É um sinal maravilhoso".

Quando questionado se quem tem ingressos comprados podem aguardar um anúncio no início de julho, ele respondeu: "Acho que as pessoas já estão mais calmas e presumem que a corrida será realizada. Não posso garantir nada, mas, como disse, a tendência é de continuar".

Para que as arquibancadas estejam lotadas, porém, é preciso que a regra do distanciamento em um metro e meio seja de fato abandonada até então.

"A regra será abandonada até lá. Estamos indo em uma direção positiva rapidamente. Todo mundo sabe agora como lidar com o vírus. E temos pessoas que já tiveram o vírus, outras que foram vacinadas.. Se você juntar tudo, temos um certo número de espectadores que estão seguros. Não temos uma ideia clara dessa magnitude, mas os números parecem ser bons".

Lammers notou ainda a animação de todos com a possibilidade do GP da Holanda ir adiante.

"Nós notamos a expectativa. Mas o que você pode esperar. Temos um holandês liderando. Imagina se continuar assim para o GP? F1 de volta à Zandvoort com um holandês no grid que vence regularmente e lidera a classificação. Se você tivesse dito isso a alguém cinco ou seis anos atrás, eles teriam dito que você estava louco".

CONHEÇA a SAGA da roda de BOTTAS que causou MAIOR 'pit stop' da HISTÓRIA da F1 e envolveu FERRARI

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: O que a liderança inédita de Verstappen representa na F1?

 

compartilhar
comentários
F1: Verstappen aposta em Mercedes forte no GP do Azerbaijão após Mônaco
Artigo anterior

F1: Verstappen aposta em Mercedes forte no GP do Azerbaijão após Mônaco

Próximo artigo

F1: Entenda as mudanças do carro da Mercedes que prejudicaram Hamilton em Mônaco

F1: Entenda as mudanças do carro da Mercedes que prejudicaram Hamilton em Mônaco
Carregar comentários