F1: Mercedes terá atualização final do carro de 2021 no GP da Grã-Bretanha

Toto Wolff confirmou que a equipe alemã não usará mais o túnel de vento com o carro deste ano

F1: Mercedes terá atualização final do carro de 2021 no GP da Grã-Bretanha

Em meio ao desafio mais duro desde o início da era dos motores V6 híbridos na Fórmula 1, com o crescimento da Red Bull, a Mercedes confirmou que a atualização final de seu carro de 2021, o W12, virá em duas semanas, no GP da Grã-Bretanha em Silverstone.

No momento, Max Verstappen possui 18 pontos de vantagem para Lewis Hamilton no Mundial de Construtores, enquanto a Red Bull está 40 a frente da Mercedes entre os Construtores.

Leia também:

Após a derrota para Verstappen no GP da Estíria, Hamilton disse que a Mercedes precisava de uma atualização em busca de mais performance após uma exibição dominante da Red Bull.

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, chegou a revelar após a corrida que a equipe havia interrompido o desenvolvimento no W12 para focar em 2022, mas o diretor técnico James Allison retificou posteriormente, afirmando que ainda haviam atualizações prontas para o carro.

Falando com a Sky Sports F1 após o TL2 na sexta, Wolff foi perguntado se o uso intenso de flo-vis (tintas usadas para análise aerodinâmica) tinham a ver com uma nova direção de design ou filosofia que seria avaliada com o túnel de vento.

"Não, o túnel de vento não está sendo usado mais no carro deste ano", disse Wolff. "Agora é basicamente entender o fluxo que ainda podemos ver com o CFD [túnel de vento virtual], mas não teremos grandes mudanças de peças".

"Há ainda mais um desenvolvimento que será introduzido no carro em Silverstone, mas o túnel de vento já não é usado há algum tempo".

A decisão de encerrar o desenvolvimento do carro de 2021 vem com a mudança de foco da Mercedes para se dedicar ao design de 2022, que será a primeira da nova era de carros da F1.

Anteriormente, Wolff já explicou que os ganhos oferecidos para 2022 e além são maiores que os benefícios a curto prazo do trabalho contínuo no carro de 2021, mesmo com consequências em potencial para a disputa pelo título neste ano.

Hamilton disse na quinta que sabia que ainda havia uma atualização a caminho para o W12, e tinha a esperança de que correr em casa, em Silverstone, possa ajudar a Mercedes na luta contra a Red Bull.

"É uma pista diferente, com uma superfície diferente. Obviamente tem muitas retas, algo que a Red Bull é particularmente forte no momento. Mesmo assim, tenho a esperança de que seja um lugar bom para nós".

F1 2021: REAÇÃO da Mercedes? Veja os destaques dos treinos para o GP da Áustria | SEXTA-LIVRE

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #116 - TELEMETRIA: Quais as esperanças de Hamilton na Áustria? Rico Penteado responde

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Verstappen lidera TL3 para o GP da Áustria, com Hamilton em terceiro

Artigo anterior

F1: Verstappen lidera TL3 para o GP da Áustria, com Hamilton em terceiro

Próximo artigo

F1: FIA intensifica policiamento contra lentidão dos pilotos nas curvas finais do Red Bull Ring

F1: FIA intensifica policiamento contra lentidão dos pilotos nas curvas finais do Red Bull Ring
Carregar comentários