F1: Pilotos se oferecem para correr de graça na vaga de Pérez, diz Horner

Chefe da Red Bull relata pedidos inusitados de pilotos que querem estar na atual campeã de construtores

Christian Horner, Diretor de Equipe, Red Bull Racing

Christian Horner, Diretor de Equipe, Red Bull Racing

Red Bull Content Pool

A Red Bull vem tendo um sucesso impressionante nos últimos anos, mas especialmente na última temporada de Fórmula 1, quando a equipe de Milton Keynes venceu 21 dos 22 GPs disputados.

No entanto, o fato de Max Verstappen ter sido responsável por 19 dessas vitórias no caminho para a conquista do seu terceiro campeonato mundial consecutivo e de Sergio Pérez ter vencido apenas duas vezes, acompanhado por uma queda acentuada no seu desempenho em diferentes momentos do ano, a vaga do mexicano da Red Bull virou tema de discussão.

Leia também:

‘Checo’ tem contrato para continuar com a equipe para o campeonato de 2024, mas o que acontece além disso é uma incógnita, e Christian Horner apontou em recente entrevista à Sky Sports que houve abordagens de pilotos para correr de graça na Red Bull.

"2024 é um grande ano. Os contratos de muitos pilotos estão terminando. Temos grandes talentos em nosso próprio grupo. É claro que o carro é muito atraente para outros pilotos quererem estar nele", disse Horner.

Quando questionado se houve situações de pilotos se oferecendo para pilotar de graça, Horner respondeu: “Houve um pouco disso, mas não há garantias de nada. Checo é nosso piloto. Queremos mantê-lo para 2025, mas tudo depende de como ele se comporta em relação ao companheiro de equipe.”

Sergio Pérez, Red Bull Racing, Christian Horner Director de Red Bull Racing

Photo by: Red Bull Content Pool

Sergio Pérez, Red Bull Racing, Christian Horner Director de Red Bull Racing

Sobre o que Pérez precisa fazer para manter sua vaga na Red Bull além do próximo ano, Horner é claro: melhorar seu desempenho nas classificações. Este foi um aspecto em que o piloto de Guadalajara sofreu muito em 2023, terminando com uma posição inicial média de 9,3, muito longe dos 3,2 de Verstappen.

"Checo é um piloto muito capaz e ser companheiro de equipe de Max é uma tarefa muito difícil. Acho que ele tem demonstrado grande força mental para lidar com isso. A área em que ele precisa se concentrar é no sábado, garantindo uma média mais próxima de Max. Precisamos que ele comece mais alto no grid. Não podemos nos dar ao luxo de ter muitos carros entre ele e Max", alertou.

DRUGOVICH e BORTOLETO na mesma equipe de F1? Brasileiros falam sobre 2024 e ALÉM na ASTON e MCLAREN

Podcast #263 – Max mais incomodado? Briga pela P2 acirrada? O que esperar da F1 2024?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior F1: Após Réveillon na Bahia, Hamilton é visto no Rio de Janeiro
Próximo artigo Verstappen revela quais pilotos da F1 contrataria caso fosse chefe de equipe

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil