F1: Russell diz que carro da Mercedes condiz com testes no simulador

Mas britânico destacou que é importante levar esse primeiro teste com cautela, buscando garantir que tudo esteja pronto para a pré-temporada

F1: Russell diz que carro da Mercedes condiz com testes no simulador
Carregar reprodutor de áudio

Após completar um primeiro teste em Silverstone, o novo piloto da Mercedes, George Russell, diz que o W13, carro da equipe para a temporada 2022 da Fórmula 1, condiz com o que sentiu no simulador.

Pouco depois do lançamento oficial do carro na semana passada, Russell teve a chance de sair pela primeira vez com o W13 em um teste shakedown de 100 quilômetros permitido pelo regulamento. Na sequência, o britânico entregou o volante ao companheiro Lewis Hamilton, dando a ambos a possibilidade de entender melhor o carro antes do início da pré-temporada nesta semana.

Leia também:

A temporada 2022 marca o início de uma nova era técnica para a F1, com a mudança da filosofia aerodinâmica deixando muitos incertos com a sensação que teriam do carro na pista, já que podiam fazer apenas sessões com o simulador até então.

A saída de Russell em Silverstone aconteceu durante uma forte tempestade que caiu sobre o Reino Unido, resultando em ventos que chegavam a mais de 150 km/h. O ex-piloto da Williams disse que a ventania estava "absolutamente insana", mas que "conseguiu manter o carro dentro das linhas".

"O modo de lidar com o carro eu diria que foi bem como esperávamos mas, igualmente com essas condições, no molhado e com o vento, não há muito que pode ser absorvido. Até aqui, diria que estamos em boa posição, acho que estamos bem antes de Barcelona".

Questionado pelo Motorsport.com para falar sobre a diferença entre a sensação do carro na pista e o que havia obtido no simulador, Russell disse: "Condiz com o que vimos no simulador, e verei mais sobre a correlação nesta tarde".

George Russell, Lewis Hamilton, Mercedes, Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

George Russell, Lewis Hamilton, Mercedes, Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Photo by: Mercedes AMG

"Mas será um processo de aprendizado constante. Acho que todos levaremos hoje com cautela, cumprindo o programa, garantindo que os carros estejam ok, que os pilotos estejam confortáveis, e que estejamos na melhor situação possível antes de Barcelona".

Russell terá sua primeira temporada completa com a Mercedes em 2022, após se juntar à Academia da marca em 2017, quando estava na Fórmula 3. O britânico passou os últimos três anos na Williams, mas com testes frequentes com o carro da Mercedes, incluindo uma participação especial no GP de Sakhir de 2020, quando Hamilton foi afastado com Covid-19.

Apesar de Russell ter pilotado todos os carros da Mercedes desde 2017, ele admitiu que a primeira saída com o W13 teve uma sensação especial.

"Me arrepiei quando o carro foi ligado pela primeira vez. Pilotei tantas vezes, dei tantas voltas no simulador. Vi tantos desenhos dele. Tive tantas reuniões, mas nada chega aos pés de levar à pista".

"Isso me fez lembrar de minhas raízes, um dia frio e molhado em Silverstone, mas agora como piloto da Mercedes".

MERCEDES nova, Red Bull/PORSCHE, Ferrari 2022 NA PISTA e a importância do 'SUMIÇO' de Hamilton da F1

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #162: Quais outras rivalidades podem implodir na F1 em 2022?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Hamilton fala de relação com Verstappen após GP de Abu Dhabi de 2021
Artigo anterior

F1: Hamilton fala de relação com Verstappen após GP de Abu Dhabi de 2021

Próximo artigo

F1: Bottas aponta favorito no duelo entre Hamilton e Russell na Mercedes

F1: Bottas aponta favorito no duelo entre Hamilton e Russell na Mercedes