F1: Verstappen chega a Ímola como favorito e em busca de quebrar "maldição"

Em seis temporadas e oito GPs disputados na Itália, o holandês não conseguiu passar do quinto lugar como melhor resultado

F1: Verstappen chega a Ímola como favorito e em busca de quebrar "maldição"

Max Verstappen é apontado como o grande favorito para o GP da Emilia Romagna, por ter em mãos o RB16B, considerado o carro mais competitivo do momento. Mas o holandês terá que lidar com um registro incômodo que possui em corridas italianas, onde nem chegou a ir ao pódio desde que chegou à Fórmula 1 em 2015.

No ano passado, foram três corridas disputadas na Itália, Monza, Mugello e Ímola, e um total de três abandonos, com zero pontos conquistados. Mas suas participações anteriores a isso nunca lhe deram grandes resultados, como vitórias ou pódios.

Leia também:

Mas agora Verstappen parece ter o suficiente para chegar a Ímola e quebrar o que parece ser uma espécie de "maldição". No ano passado, suas decepções começaram no GP da Itália, onde foi forçado a abandonar após cinco voltas devido a uma perda de potência do motor Honda.

Uma semana depois, em Mugello, as coisas não melhoraram. Após uma largada ruim, causada novamente por um problema com o motor japonês, Verstappen se envolveu imediatamente em um acidente com o pelotão do meio, indo parar na brita.

E no GP da Emilia Romagna, um furo no pneu traseiro direito o forçou a parar sua Red Bull antes da variante Villeneuve, após ultrapassar Valtteri Bottas e no meio de uma perseguição ao líder Lewis Hamilton.

O melhor desempenho de Verstappen segue sendo o quinto lugar no GP da Itália de 2018 com o Red Bull RB14-Tag Heuer. O holandês chegou a terminar em terceiro, atrás de Hamilton e Kimi Raikkonen, mas foi punido com cinco segundos por forçar Bottas para fora da pista.

Sua primeira participação foi em 2015, a bordo da Toro Rosso STR10-Renault. No ano de estreia na F1, não foi uma corrida de brilho de Verstappen, que não chegou a marcar tempo na classificação devido a uma troca de motor e conseguiu apenas a 12ª posição na corrida, atrás de seu companheiro, Carlos Sainz.

E também há o sétimo lugar em 2016, no primeiro ano com a Red Bull, o décimo em 2017 e o oitavo em 2019. Para registro, é bom destacar que Monza não era considerada uma pista adequada à Red Bull ao longo dos anos, por não terem um motor tão potente nas retas.

Será que conseguirá exorcizar seu registro na Itália? Verstappen chega à Ímola como o grande favorito, já que o carro da Red Bull é o que soube se adequar melhor às novas regras de aerodinâmica.

Obviamente, essa sequência de corridas difíceis para Verstappen faz Hamilton respirar um pouco mais aliviado, principalmente após surpreender o piloto da Red Bull no Bahrein com uma Mercedes considerada inferior ao carro da equipe austríaca.

'TRETAS', IMPROVISO e 'CAUSOS' de GALVÃO BUENO: Ex-diretor faz revelações do narrador de F1 da Globo

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Empatia zero. Quais são os pilotos mais 'malas' da F1?

 

compartilhar
comentários
F1: Domenicali descarta redução de finais de semana de GPs para dois dias

Artigo anterior

F1: Domenicali descarta redução de finais de semana de GPs para dois dias

Próximo artigo

Ricciardo revela planos de correr na Indy e em Bathurst com McLaren

Ricciardo revela planos de correr na Indy e em Bathurst com McLaren
Carregar comentários