Frustrado, Vettel diz que não se sentiu como "capitão" da Ferrari

Sebastian Vettel revela que não se sentiu confortável com carro do time italiano no primeiro dia de atividades para o GP da Espanha

Frustrado, Vettel diz que não se sentiu como "capitão" da Ferrari
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Sebastian Vettel, Ferrari
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Carregar reprodutor de áudio

Sebastian Vettel não ficou satisfeito com os resultados do primeiro dia de atividades do GP da Espanha. Nesta sexta-feira (12), o alemão foi superado por Kimi Räikkönen no TL1 e no TL2, terminando o dia a mais de 0s4 do melhor tempo do dia, registrado por Lewis Hamilton.

Após as sessões, Vettel expressou a frustração com o rendimento do carro. "Não estou feliz", disse. "Estou sofrendo um pouco para encontrar o ritmo, estou sofrendo um pouco com as condições e creio que seja algo mais relacionado a mim do que ao carro."

"Não consegui encaixar todos os fatores, não estava muito feliz. Mas consigo perceber que o carro é veloz, o que é bom. Só não estou feliz com o modo como o dia correu", afirmou.

"Eu não senti o tempo todo como se fosse o capitão no comando. Às vezes outro alguém estava comandando meu barco e espero que amanhã, quem quer que seja, desapareça", acrescentou.

O líder do campeonato disse que todos estão sofrendo com os pneus e se juntou aos rivais nas reclamações de que os compostos para a prova em Barcelona são muito duros.

"Hoje foi um dia surpreendente se você olhar para as simulações de corrida. Tive uma visão rápida, mas percebi que todos sofreram com as condições. Eu andei com os médios e estava bastante escorregadio."

"Outras pessoas sofreram bastante com o desgaste dos macios. Em linhas gerais, os pneus estão muito duros, não sei o motivo. Creio que é o mito de Barcelona que deixou a Pirelli preocupada demais. No domingo, as coisas devem se acalmar e tudo deve correr bem", observou.

Vettel encerrou ressaltando que está satisfeito com as atualizações que a Ferrari levou para a Espanha e crê que o carro segue sendo uma ameaça para a Mercedes.

"Eu não sei exatamente em que nível está a Mercedes", disse. "Parece que a briga será entre nós e eles. Creio que ainda não estamos no nosso melhor, não encontrei o rendimento. Temos de olhar para isso nesta noite."

"Não sei quem trouxe mais atualizações. Não acho que importa quem trouxe mais ou menos, mas quem trouxe as melhores. Estou satisfeito com o que trouxemos, algumas coisas vocês podem ver, outras não são visíveis. Não há segredos, apenas o trabalho de sempre", completou.

compartilhar
comentários
Massa cita dificuldade com pneus duros na Espanha
Artigo anterior

Massa cita dificuldade com pneus duros na Espanha

Próximo artigo

Hamilton: Mercedes e Ferrari deram o mesmo passo

Hamilton: Mercedes e Ferrari deram o mesmo passo