F1: Pérez se aproxima da Williams e pode colocar em xeque vaga de Russell

compartilhar
comentários
F1: Pérez se aproxima da Williams e pode colocar em xeque vaga de Russell
Por:
Co-autor: Federico Faturos

Aporte financeiro do mexicano pode ser interessante para os novos donos da equipe, criando um problema para o piloto britânico

Sergio Pérez segue na busca por uma vaga para seguir na Fórmula 1 em 2021. E o mexicano por encontrar sua continuidade em uma equipe que ninguém esperava antes: a Williams.

Desde que sua saída da Racing Point foi confirmada, para abrir espaço para a chegada de Sebastian Vettel na Aston Martin em 2021, o mexicano via seu nome ligado a duas equipes que ainda não fecharam suas duplas para o próximo ano: Alfa Romeo e Haas.

Leia também:

A equipe norte-americana era vista como a opção mais certa, devido a intenção de Kimi Raikkonen de seguir na categoria com a Alfa. E as ligações antigas entre a Haas e seus patrocinadores também atuam como um fator positivo.

Mesmo assim, a situação entre Pérez e a Haas pode ter começado a mudar no final de setembro, quando o russo da F2 Nikita Mazepin, que traz um forte apoio financeiro, começou a falar com a equipe de Gunther Steiner em busca de uma das vagas para 2021. 

Isso levou o mexicano a correr atrás de uma alternativa, e a Williams pode ser um caminho para o piloto.

É fato que a equipe britânica anunciou em julho a permanência da dupla George Russell e Nicholas Latifi para a próxima temporada, mas, no meio do caminho, a Williams mudou de donos, sendo adquirida pela Dorilton Capital. E os novos proprietários estariam interessados nos serviços de Pérez.

Entende-se que a Dorilton pode fazer uso de uma cláusula chamada "mudança de controle", reavaliando os contratos firmados pelos antigos proprietários, o que deixaria Russell na corda bamba, contra o apoio financeiro que Latifi traz.

Caso a chegada de Pérez à Williams seja de fato concretizada, o mexicano seria piloto de mais uma equipe histórica da F1 após sua passagem pela McLaren em 2013, apesar da marca estar longe de seus dias de glória, sem ter somado pontos em 2020 ainda.

Russell, que no início do ano contemplou a possibilidade de correr ao lado de Lewis Hamilton na Mercedes em 2021, pode ficar sem uma vaga no grid da principal categoria do automobilismo mundial para a próxima temporada.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

VÍDEO: As 5 maiores tretas entre campeões da F1

PODCAST: Recordes de Hamilton e Schumacher são comparáveis?

 

Racing Point destaca influência de Hulk nas atualizações do carro pós-Silverstone

Artigo anterior

Racing Point destaca influência de Hulk nas atualizações do carro pós-Silverstone

Próximo artigo

F1: Marko destaca "passo imenso" da Mercedes mas exalta evolução da Red Bull

F1: Marko destaca "passo imenso" da Mercedes mas exalta evolução da Red Bull
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos George Russell
Equipes Williams
Autor Roberto Chinchero