Fórmula 1
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

Russell: Imprevisibilidade faz com que Williams a 98% seja melhor que a 100%

compartilhar
comentários
Russell: Imprevisibilidade faz com que Williams a 98% seja melhor que a 100%
Por:
22 de abr de 2019 12:51

Piloto britânico destaca que compreensão de seu carro é complicada: “Precisamos entender e respeitar as limitações”

George Russell acha que pode ser melhor dirigir a 98% sua Williams do que em seu potencial máximo.

O novato da Fórmula 1 sugere que uma maneira de lidar com a falta de equilíbrio do carro é recuar ligeiramente em vez de estar no limite, para que possa garantir que tempo não seja perdido lidando com a natureza imprevisível de sue carro.

"Estou feliz em alguns aspectos", disse ele, refletindo sobre o trabalho que fez nos primeiros eventos de 2019. "Definitivamente há espaço para melhorar do meu lado. Certamente não consegui otimizar a qualificação nos dois últimos GPs."

Leia também:


"Eu acho que ainda preciso entender e respeitar as limitações do carro. Às vezes você dirige mais rápido em 98% do que em 100%. É um processo de aprendizagem para entender o carro e, infelizmente, não podemos simplesmente sair e obter o máximo, porque não temos 100% de certeza de que o carro vai fazer de uma curva para a outra."

Russell acredita que o manejo inconsistente é um grande fator que segura ele e seu companheiro de equipe, Robert Kubica. Mas ele espera que as atualizações que estão chegando para as próximas corridas ajudem a melhorar essa área.

"As atualizações em termos de downforce geral são normais, então não é como se tivéssemos algo especial", explicou ele. "Mas esperamos que isso nos dê algo mais palpável.

"Eu acho que há mais a ganhar com um carro que é dirigível e consistente através de uma curva, que nos ajudará a ganhar muito tempo de volta.

"No momento, Robert e eu temos um grande problema em como o carro está reagindo na entrada e no meio da curva em comparação com a saída. Ele é muito diferente em cada estágio da curva, o que dificulta a condução."

Embora Russell aceite que qualquer mudança dramática no desempenho da Williams seja improvável a curto prazo, ele acredita que há uma chance de a equipe encontrar algo que libere mais velocidade de seu carro.

"Estou muito ansioso por Baku, porque tive um ótimo final de semana no ano passado na Fórmula 2, provavelmente foi a corrida mais forte do ano. Nós provavelmente deveríamos ter vencido as duas corridas, e de qualquer maneira eu ganhei a segunda saindo de 12º no grid.”

"Temos algumas pequenas mudanças e esperamos que, se funcionarem como esperado, isso possa ser positivo – mas não temos 100% de certeza.”

"Eu estou esperando, porque nós temos algumas características muito ruins, que se nós melhorarmos, os ganhos de tempo de vida serão maiores. Mas no momento não há nada realmente sugerindo que seja o caso."

 

George Russell, Williams Racing

George Russell, Williams Racing

Photo by: Mark Sutton / Sutton Images

Próximo artigo
VÍDEOS: Red Bull faz exibição para 50 mil pessoas no Vietnã

Artigo anterior

VÍDEOS: Red Bull faz exibição para 50 mil pessoas no Vietnã

Próximo artigo

Prost confia em Renault: “Teremos um dos melhores motores novamente”

Prost confia em Renault: “Teremos um dos melhores motores novamente”
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos George Russell
Equipes Williams
Autor Scott Mitchell