Fórmula 1
25 mar
Próximo evento em
55 dias
06 mai
Próximo evento em
97 dias
20 mai
Próximo evento em
111 dias
R
GP do Azerbaijão
03 jun
Próximo evento em
125 dias
10 jun
Próximo evento em
132 dias
24 jun
Próximo evento em
146 dias
R
GP da Áustria
01 jul
Próximo evento em
153 dias
R
GP da Grã-Bretanha
15 jul
Próximo evento em
167 dias
29 jul
Próximo evento em
181 dias
R
GP da Bélgica
26 ago
Próximo evento em
209 dias
02 set
Próximo evento em
216 dias
09 set
Próximo evento em
223 dias
23 set
Próximo evento em
237 dias
R
GP de Singapura
30 set
Próximo evento em
244 dias
07 out
Próximo evento em
251 dias
21 out
Próximo evento em
265 dias
28 out
Próximo evento em
272 dias
05 nov
Próximo evento em
280 dias
R
GP da Austrália
18 nov
Próximo evento em
293 dias
R
GP da Arábia Saudita
03 dez
Próximo evento em
308 dias
R
GP de Abu Dhabi
12 dez
Próximo evento em
317 dias

Sainz: Transmissões de TV não fazem justiça à geração "espetacular" de carros da F1

compartilhar
comentários
Sainz: Transmissões de TV não fazem justiça à geração "espetacular" de carros da F1
Por:

Espanhol fez comparação entre diferentes gerações de carros e a evolução da transmissão da F1

O espanhol da McLaren, Carlos Sainz, sempre foi um defensor da geração atual de carros da Fórmula 1, falando que eles estão em um patamar acima de qualquer outra do esporte - com modelos mais poderosos e rápidos. Mas afirma que esse potencial todo não é visto nas transmissões de TV.

Sainz acredita que há uma desconexão entre o quão espetacular os carros da F1 são para pilotar e como eles parecem ser na televisão.

Leia também:

Segundo o piloto, ele sempre teve a impressão de que os carros dos anos 1990, que eram vários segundos mais lentos que os modelos atuais, parecem mais rápidos - e ele não entende o porquê.

Isso levou ele a ir às redes sociais recentemente, fazendo um tweet com imagens de Ayrton Senna em Silverstone perguntando sobre a questão. "Alguém pode explicar para mim porque esses parecem ser mais rápidos que os atuais, apesar da nossa geração ser mais rápida?", escreveu o espanhol.

 

 

"Os carros são maravilhosos, mas aí você olha na TV e eles não parecem ser tão rápidos quanto os de então. E isso me deixa nervoso. Estamos fazendo algo de errado com as câmeras, ângulos das câmeras ou é a alta definição?".

"A maior parte das pessoas no Twitter concordaram que os carros, sendo mais longos e largos, passam a impressão de serem mais lentos".

Sainz disse que a situação é desconceetante porque o alto nível de downforce dos carros atuais levaram as performances ao extremo novamente.

"Os carros desse ano são espetaculares, é difícil de explicar. Eu conheço a evolução dos carros de 2015 para 2020, de cerca de 10 segundos por volta. Eu consegui sentir a melhora dos carros da F1 e como agora conseguimos ir rápido em lugares como Hungria, Silverstone, Spa, Suzuka... é algo espetacular".

"Os tempos de volta são muito rápidos. Tanto quanto os carros dos últimos anos, que eram mais leves. O que realmente me impressiona no carro é o quão rápido conseguimos ir em uma curva".

"Por mais que os carros do passado fosse mais leves e mais espetaculares para ver na TV, não há nada como os carros desse ano".

Racing Point e Red Bull lideram, Hulkenberg vive saga para voltar à F1 e Drugovich é pole na F2

PODCAST: Bastidores do futuro do GP do Brasil e os ambientes de F1 favoritos de Reginaldo Leme

 

F1: McLaren mantém novo pacote de aerodinâmica após testes na sexta

Artigo anterior

F1: McLaren mantém novo pacote de aerodinâmica após testes na sexta

Próximo artigo

Q4: Grid do GP da Grã-Bretanha de F1 é comentado por Caio Collet e Tiago Mendonça

Q4: Grid do GP da Grã-Bretanha de F1 é comentado por Caio Collet e Tiago Mendonça
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Carlos Sainz Jr.
Autor Jonathan Noble