F1: Mercedes não teme disputa sobre legalidade de sidepods usados no Bahrein

Toto Wolff crê no fato de a FIA ter visto projeto antes dos testes no Bahrein como carta na manga para continuidade de dispositivo

F1: Mercedes não teme disputa sobre legalidade de sidepods usados no Bahrein
Carregar reprodutor de áudio

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, não tem medo de que o design do sidepod de sua equipe se torne objeto de uma disputa legal na Fórmula 1.

A equipe alemã revelou um novo conceito radical antes do início dos testes no Bahrein, usando as estruturas de impacto lateral (SIS) como aletas separadas para ajudar a encolher a carenagem do sidepod ainda mais para trás, tornando-a muito menor do que qualquer outra.

Leia também:

O chefe da Red Bull, Christian Horner, disse à publicação alemã Auto Motor und Sport que tinha dúvidas sobre o design estar dentro do 'espírito' dos regulamentos.

No entanto, sua equipe negou intrigantemente mais tarde que Horner tivesse dado entrevistas à mídia sobre o carro da Mercedes.

Embora tenha havido um foco intenso no design do sidepod, Wolff disse que o conceito foi aprovado pela FIA.

"O processo é muito claro, quando você segue uma direção de desenvolvimento específica com sua equipe, tendo a FIA como parte do escrutínio, você está trocando dados e tornando-os parte do processo", disse ele no Bahrein.

Mas, independentemente da FIA dar luz verde ao design, a nova estrutura de governança da F1 diz que as regras podem ser alteradas com uma ‘supermaioria’ para evitar que uma única equipe use uma inovação com a qual outros não concordam.

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Toto Wolff, Team Principal and CEO, Mercedes AMG

Photo by: Carl Bingham / Motorsport Images

Se a FIA e a FOM apoiarem uma mudança, então o apoio de oito equipes é suficiente para uma mudança imediata nas regras.

Questionado pelo Motorsport.com sobre se estava ou não preocupado com a possibilidade de a questão se tornar um campo de batalha político se a Mercedes acabar na frente do pelotão, Wolff disse que não estava excessivamente preocupado.

"Está claro que às vezes quando você vem com uma inovação, isso cria o tipo de debate que estamos tendo aqui", disse ele.

"Por isso, era esperado. Temos a nova governança com a supermaioria necessária.

“Minha opinião é que eu teria preferido ficar com o sistema antigo e, se uma equipe apresentar uma inovação, possivelmente você não poderá tirá-la do carro se estiver em conformidade com os regulamentos.

"Acho que a FIA e a Fórmula 1 com certeza lidarão com isso com diligência, no espírito do esporte. Estávamos ansiosos em não correr sozinhos com isso, mas estar em contato com a FIA, é por isso que acho que vai ficar tudo bem."

ANÁLISE: A escolha da Haas por MAGNUSSEN, o futuro de Pietro e a PISTOLADA de Nikita, que mira volta

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast - Boletim: Mercedes assombra paddock com solução ousada no Bahrein e Pietro vai à pista

 

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Haas revela nova pintura e Magnussen aparece no paddock; confira
Artigo anterior

F1: Haas revela nova pintura e Magnussen aparece no paddock; confira

Próximo artigo

F1: Verstappen revela postura da Red Bull sobre atualização da Mercedes

F1: Verstappen revela postura da Red Bull sobre atualização da Mercedes