Na estreia de Mugello na F1, Bottas lidera primeiro treino livre para o GP da Toscana; Leclerc coloca Ferrari em terceiro

F1 corre pela primeira vez no circuito italiano na celebração do GP 1000 da Ferrari no Mundial

Na estreia de Mugello na F1, Bottas lidera primeiro treino livre para o GP da Toscana; Leclerc coloca Ferrari em terceiro

Depois de semanas de espera, chegamos a uma das estreias da temporada 2020 da Fórmula 1. Neste fim de semana, o Mundial corre pela primeira vez no circuito italiano de Mugello, em um evento importante não apenas para o campeonato como também para a Ferrari, que atinge a marca de 1000 GPs disputados. E na estreia das atividades de pista, Valtteri Bottas deu as cartas, enquanto Charles Leclerc conseguiu colocar a Ferrari nas primeiras posições.

Em uma data especial para a Scuderia, por mais que o momento não seja dos melhores, foram preparadas diversas homenagens ao longo do fim de semana. A Ferrari divulgou que terá uma pintura especial para o carro, com um tom mais escuro de vermelho, relembrando a Ferrari 125, modelo que disputou o GP de Mônaco de 1950, primeiro GP da equipe na F1, além de macacões especiais.

Leia também:

A Mercedes também entrou na onda de homenagens à equipe e pintou o safety car com a cor vermelha.

Mas o grande assunto do final de semana até aqui é a dança das cadeiras para 2021. Na quarta, Sergio Pérez anunciou sua saída da Racing Point no final da temporada e isso abriu espaço para a equipe confirmar na quinta a contratação de Sebastian Vettel para correr pela Aston Martin.

O assunto repercutiu no paddock e foi o assunto das coletivas da quinta-feira. Enquanto Vettel disse que chegou a considerar a aposentadoria, Pérez revelou que foi demitido em uma ligação que o pegou de surpresa. O mexicano ainda reclamou da falta de clareza da equipe, que o impediu de buscar um plano B antes.

Grande amigo de Vettel, Lewis Hamilton aprovou a permanência do tetracampeão, afirmando que ele merece uma vaga no grid porque ainda tem muito para mostrar.

Depois do GP de Monza ter recebido 250 convidados entre médicos e enfermeiros que trabalharam na linha de frente do combate à Covid-19, a etapa da Toscana é a primeira da temporada a ter público. Foram colocados 3 mil ingressos a venda para membros dos clubes da Ferrari e os presentes foram divididos entre as três arquibancadas descobertas da pista.

Fans in a grandstand
Fans in a grandstand
1/5

Foto de: Steven Tee / Motorsport Images

Fans in a grandstand
Fans in a grandstand
2/5

Foto de: Steven Tee / Motorsport Images

Fans in a grandstand
Fans in a grandstand
3/5

Foto de: Steven Tee / Motorsport Images

Sergio Perez, Racing Point waves to fans
Sergio Perez, Racing Point waves to fans
4/5

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Sergio Perez, Racing Point waves to fans
Sergio Perez, Racing Point waves to fans
5/5

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

E o público brasileiro terá uma novidade neste fim de semana. Após narrar treinos livres e classificatórios no SporTV, Everaldo Marques assumirá a narração na transmissão do GP da Toscana no domingo pela Rede Globo. Esse será o primeiro trabalho de Everaldo no canal aberto do Grupo desde a sua contratação em fevereiro deste ano.

Por ser a estreia da F1 em Mugello e a primeira vez de muitos pilotos correndo no local, eles não perderam tempo e saíram para as voltas de instalação assim que o cronômetro iniciou a contagem regressiva de 90 minutos.

Foi Valtteri Bottas que abriu os trabalhos do fim de semana marcando a primeira volta rápida com dez minutos de sessão: 01min22s124, com pneus duros. Minutos depois, ele baixou seu tempo para 01min20s540. Com 20 minutos transcorridos, ele tinha 0s442 de vantagem para o segundo colocado, o vencedor do GP da Itália, Pierre Gasly. Mas, nesse momento, apenas quatro pilotos tinham voltas rápidas.

Na marca de 30 minutos de sessão, a liderança era de Max Verstappen, com 01min19s439, seguido de Gasly, a 0s420. Hamilton, Leclerc, Sainz, Bottas, Kvyat, Russell, Raikkonen e Ricciardo completavam o Top 10. Nesse momento do TL1, apenas Stroll não tinha tempo marcado.

 

Para comparação ao longo do final de semana, o recorde da pista de Mugello vem de alguns anos: 01min18s704, obtido por Rubens Barrichello em 2004 em um teste com a Ferrari.

Na meia hora seguinte, pouca movimentação na pista, com os carros retornando com cerca de 38 minutos para o fim da sessão, já de pneus macios. Com uma hora de TL1, o recorde da pista já não pertencia mais ao brasileiro. Bottas liderava com 01min17s879, seguido de perto por Verstappen, a 0s048 e Leclerc completando o Top 3 a 0s307. Hamilton, Ocon, Kvyat, Norris, Albon, Ricciardo e Raikkonen fechavam o Top 10 enquanto Vettel era o 12º. 

 

No final da sessão, o tempo de Valtteri Bottas não foi contestado e o finlandês abre o final de semana de Mugello na frente, seguido de perto por Max Verstappen e Charles Leclerc colocando a Ferrari no Top 3. 

Completando o Top 10 do TL1, Hamilton, Gasly, Ocon, Kvyat, Norris, Albon e Ricciardo. Todos os tempos feitos com pneus macios. Enquanto isso, Vettel foi apenas o 13º e as Racing Points, que andaram apenas de pneus duros, terminaram em 18º com Stroll e 19º com Pérez.

A Fórmula 1 volta à pista de Mugello novamente nesta sexta para o segundo treino livre para o GP da Toscana, a partir das 10h, e você pode acompanhar a transmissão pelo SporTV 2. E já deixe anotado aí: assim que acabar o TL2, corre para o canal do Motorsport.com no YouTube para acompanhar o Sexta-Livre. Nossa equipe vai falar sobre os treinos livres da F1 e os principais acontecimentos do dia do mundo do esporte a motor.

Todas as notícias sobre o GP da Toscana Ferrari 1000 da F1 você acompanha no site do Motorsport.com e em nosso canal no YouTube. Fique por dentro de todas as novidades e análises e confira nossos programas e vídeos!

Cla # Driver Chassis Engine Laps Time Gap
1 77 Finland Valtteri Bottas Mercedes Mercedes 33 1'17.879  
2 33 Netherlands Max Verstappen Red Bull Honda 32 1'17.927 0.048
3 16 Monaco Charles Leclerc Ferrari Ferrari 27 1'18.186 0.307
4 44 United Kingdom Lewis Hamilton Mercedes Mercedes 28 1'18.409 0.530
5 10 France Pierre Gasly AlphaTauri Honda 30 1'18.676 0.797
6 31 France Esteban Ocon Renault Renault 28 1'18.805 0.926
7 26 Russian Federation Daniil Kvyat AlphaTauri Honda 31 1'18.839 0.960
8 4 United Kingdom Lando Norris McLaren Renault 30 1'18.981 1.102
9 23 Thailand Alex Albon Red Bull Honda 34 1'19.068 1.189
10 3 Australia Daniel Ricciardo Renault Renault 25 1'19.140 1.261
11 7 Finland Kimi Raikkonen Alfa Romeo Ferrari 21 1'19.219 1.340
12 8 France Romain Grosjean Haas Ferrari 25 1'19.224 1.345
13 5 Germany Sebastian Vettel Ferrari Ferrari 27 1'19.267 1.388
14 99 Italy Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Ferrari 28 1'19.322 1.443
15 55 Spain Carlos Sainz Jr. McLaren Renault 33 1'19.457 1.578
16 63 United Kingdom George Russell Williams Mercedes 29 1'19.478 1.599
17 20 Denmark Kevin Magnussen Haas Ferrari 25 1'19.551 1.672
18 18 Canada Lance Stroll Racing Point Mercedes 23 1'19.836 1.957
19 11 Mexico Sergio Perez Racing Point Mercedes 29 1'19.840 1.961
20 6 Canada Nicholas Latifi Williams Mercedes 32 1'20.034 2.155

DIRETO DO PADDOCK: Vettel confirmado na Aston, Pérez ‘chutado’ e McLaren ‘à venda’; Bernoldi comenta

Podcast #066: Vitória de Gasly prova que F1 é ambiente ‘onde os fracos não têm vez’?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Everaldo Marques narrará GP da Toscana pela Globo
Artigo anterior

F1: Everaldo Marques narrará GP da Toscana pela Globo

Próximo artigo

F1: Pilotos se preparam para GP "fisicamente exaustivo" em Mugello

F1: Pilotos se preparam para GP "fisicamente exaustivo" em Mugello
Carregar comentários